segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Os Trânsitos de Júpiter



Júpiter recebe a alcunha de "o Grande benéfico" e seu trânsito representa um ciclo associado a crescimento, abundância e oportunidades. É um planeta relativamente rápido, com um ciclo total que dura cerca de 12 anos , passando cerca de 1 ano em cada signo. Características principais do trânsito de Júpiter:

*Oportunidades, ajuda, favores, retribuição
*Abundância, prosperidade
*Crescimento, progresso
*facilitação, simplificação, liberação
*Otimismo, alegria, vitalidade
*Expansão, educação, viagens, religiosidade, filosofia

No lado negativo, quando tenso ou passando por signos que corrompem sua expressão, Júpiter pode ter as seguintes características dependendo do contexto:

*exagero, falta de limite, desestruturação, desorganização
*oportunismo, ingratidão
*hedonismo, irresponsabilidade, vícios
*ansiedade, irrealismo, ambição exagerada e sem fundamentos
*escárnio, mentira, desonestidade, hipocrisia, difamação 

Na maioria dos casos, Júpiter vai expressar qualidades boas, até mesmo quando ele está em um de seus detrimentos, com as qualidades negativas podendo aparecer junto das boas, dependendo de quem vivencia o trânsito se dará vazão a expressão deformada de Júpiter ou não. Isso acontece não exatamente por uma questão de "livre arbítrio", mas por uma questão de maturidade e inteligência. Se a pessoa for esperta, mesmo sendo jovem ela saberá driblar os efeitos ruins de Júpiter. E quanto mais experiente, mais fácil será pra uma pessoa reconhecer e evitar as armadilhas de Júpiter.




Júpiter, assim como todos os outros planetas, não tem uma velocidade uniforme, ficando ligeiramente mais lento ou mais rápido a depender do fato de estar passando próximo do Afélio ou do Periélio.  O Afélio de Júpiter, isto é, o ponto em que ele fica mais distante do sol, está atualmente nos arredores dos 24° de Libra. O periélio, que é o ponto em que Júpiter fica mais próximo do sol,  fica aproximadamente aos 03° de Áries. No Afélio, o planeta fica mais lento, e no periélio fica mais rápido. Isso ajuda a explicar a estrutura de retrogradações de Júpiter. Na tabela abaixo você vai ver os graus em que Júpiter estacionou antes de ficar retrógrado ao longo do seu ciclo nos últimos anos e também nos próximos: 



É possível ver claramente que entre os signos que vão de Leão a Sagitário, a velocidade de Júpiter diminui a tal ponto em que as retrogradações ocorrem nos mesmos graus dentro de um mesmo ciclo, com Júpiter avançando cerca 30° por ano. Já entre os signos de Capricórnio a Câncer, percebemos que a velocidade vai aumentando a partir de Capricórnio até atingir um máximo entre Peixes e Áries, quando vai diminuindo até Câncer. Percebemos isso porque, num mesmo ciclo, o grau onde Júpiter estaciona vai avançando, indicando que Júpiter  avança entre 32° e 37° por ano quando passa pela região próxima ao periélio.

As retrogradações de Júpiter duram cerca de 4 meses, e a zona de sombra compreende uma área de aproximadamente 10° de longitude zodiacal. Por exemplo, a próxima retrogradação de Júpiter vai ocorrer entre 22° e 12° do signo de Leão. Quando retrógrado, a manifestação de júpiter é mais medíocre, com os efeitos negativos dos trânsitos mais tensos se fazendo presentes com maior intensidade e com os efeitos benéficos dos trânsitos considerados bons diminuídos consideravelmente. Os pontos de estacionamento são muito importantes, com o ponto do primeiro estacionamento sendo mais negativo, justamente por representar o início do movimento retrógrado. O segundo estacionamento, apesar de também ser tenso, tem uma característica de ser mais promissor porque retoma o movimento direto.    

Júpiter funciona melhor no signo de Sagitário. Em nenhum outro signo sua expressão será tão forte. Isso ocorre porque em Sagitário Júpiter além de ter domicílio tem também triplicidade. Peixes é o outro domicílio de Júpiter, sendo o segundo local mais forte. Câncer é a exaltação de Júpiter, e por isso é o terceiro local mais forte. Esses três signos, Sagitário, Peixes e Câncer são por isso chamados as vezes de "signos de Júpiter", porque são os locais do zodíaco onde as promessas de Júpiter se manifestam de maneira mais efetiva e volumosa.

Nos signos de Leão e Áries, Júpiter tem triplicidade noturna, então essas são regiões do zodíaco em que a expressão de Júpiter é considerada mediana, acima do medíocre. Nos signos de Libra e Aquário, Júpiter tem triplicidade participativa. Neste caso a dignidade é menor , servindo tão somente pra indicar que o planeta ao menos não é peregrino, e a expressão de júpiter é mediana, mas já imersa na zona de mediocridade, portanto não se deve esperar muito. Nos signos de Touro e Escorpião Júpiter é peregrino, mas ao menos não tem nenhuma debilidade maior. São signos em que a expressão de Júpiter é muito pobre, mas ainda não pode ser considerada daninha.   

Em Gêmeos, que é um signo de ar, Júpiter tem uma dignidade pequena e uma debilidade maior. Isso faz com que, das 3 debilidades maiores de Júpiter, essa seja a "menos pior". Neste signo Júpiter tem a fraca triplicidade participativa (como em Aquário e Libra) e o detrimento (como em Virgem). Aqui a expressão de Júpiter vai na direção da alegria, da empolgação e do entusiasmo, o que é bom. Mas neste signo Júpiter acaba descambando facilmente para o exagero, para a desonestidade e para a decepção porque ele também age de maneira mesquinha e cética neste signo.

Em Capricórnio Júpiter é peregrino, não tem nenhum tipo de dignidade, e tem a debilidade menor da queda. Alguns autores mais antigos consideravam a queda como sendo pior do que o detrimento, hoje em dia a tendência é que se pense o contrário. Este signo tem uma expressão pessimista, que despreza tudo o que vem de maneira fácil ou gratuita e que além disso é cética. Isso faz com que o aproveitamento das benesses jupiterianas seja mínimo, principalmente em função do pessimismo e da tendência a se colocar as oportunidades em dúvida. Talvez por isso a expressão de Júpiter aqui seja tão pobre.

Virgem é detrimento de Júpiter, assim como Gêmeos, mas este signo tem um agravante: Aqui Júpiter também é peregrino, ou seja, não tem dignidades. Até mesmo os termos de Júpiter neste signo ocupam uma área reduzida. Aqui o principal problema é a tendência frugal, econômica e mesquinha do signo de Virgem, que deterioram a expressão de Júpiter, planeta da generosidade. O que acontece é que aqui Júpiter vai prometer e vai conseguir cumprir muito pouco, em alguns casos nada. Assim como Capricórnio, este signo é também cético e pessimista, principalmente cético, perdendo oportunidades simplesmente por não dar crédito a elas. Características virginianas se deformam neste signo, com a crítica vindo acompanhada de escárnio, a prestatividade se manifestando de forma exagerada ou inconveniente e um excesso de  modéstia atuando de maneira a impedir a atuação benévola de Júpiter na vida da pessoa. 

O trânsito de Júpiter pode ser avaliado de 4 formas:


O ciclo de Júpiter em relação a ele mesmo


É um ciclo relacionado a um movimento geracional, marcando fases da vida aproximadamente a cada 12 anos quando ocorre o chamado retorno de Júpiter, que é a conjunção de Júpiter em trânsito com o Júpiter natal. Este ciclo tem um caráter mais impessoal porque está relacionado a mudanças típicas de idade. Vivemos retornos de Júpiter aproximadamente aos 12, 24,36, 48, 60, 72, 84 e 96 anos e cada retorno marca uma fase de atualização do nosso papel social num espectro coletivo. O que podemos aprender com o mundo que nos cerca? O que temos a ensinar a este mundo? O retorno de Júpiter redefine os temas jupiterianos e gera novas perspectivas para a vida.

O retorno de Júpiter marca uma fase de renovação das expectativas em relação a vida, um movimento de renovação da fé. Ao longo da vida somos submetidos a toda sorte de experiências, algumas desafiadores a ponto de nos encher de dúvidas e pessimismo. O retorno de Júpiter é a fase em que ocorre uma renovação do nosso "pacto" com a vida onde reafirmamos nossos objetivos ou passamos a ir em outras direções. É um trânsito que pode atuar de forma abstrata, havendo somente um redirecionamento a nível mental. Mas nos casos em que Júpiter é forte no mapa, essa renovação se dá através do surgimento de algum tipo de oportunidade de crescimento que leva a pessoa na direção certa pra realização de suas aspirações.

A conjunção de Júpiter em trânsito com o Júpiter natal marca o início da fase crescente deste ciclo, caracterizado por crescimento e expansão a nível pessoal, incluindo o aspecto material. A oposição de Júpiter com o Júpiter natal marca um momento em que esse processo de expansão pessoal diminui dando o lugar a uma fase em que o crescimento e a expansão deve ser buscada junto ao meio, através da sociedade e dos relacionamentos. É a fase minguante.  Perseguir metas muito estreitas e egoístas durante essa fase podem marcar o período como uma fase árida. Cada uma das duas fases dura cerca de 6 anos cada.    


O ciclo de Júpiter em relação ao Sol


Este é um ciclo importante e que atua num nível muito mais pessoal. Ele está relacionado a períodos de aumento e diminuição na individualidade, no senso de importância, na autoconfiança e na fé.

Basicamente, quando Júpiter está crescente em relação  ao Sol ele aumenta gradualmente os níveis de autoconfiança. A conjunção de Júpiter com o Sol é uma descarga de energia que finda um período de energias mais baixas, concentrada e até tensionadas. O período crescente é mais alegre, otimista e espontâneo, especialmente após a quadratura crescente.  A conjunção marca o início do período crescente, e depois dela, gradualmente os níveis de confiança e a voracidade com que a pessoa parte pra vida vão aumentando até chegarem a um nível de exagero problemático, até chegar  a Oposição, quando ocorre a inversão do ciclo. A Oposição pode ser tão favorável quanto a conjunção mas ela assinala problemas muito mais sérios relacionados aos excessos típicos de trânsitos de Júpiter.


A oposição é o aspecto que marca o início da fase minguante em que as energias vão diminuindo gradativamente, especialmente após a quadratura minguante. Essa diminuição tem a função de orientar a pessoa em direção ao seu centro, aumentando foco, concentração e empenho pra ações futuras. Essa fase é marcada por mais disciplina e autocontrole, especialmente durante o quarto minguante.   


O ciclo de Júpiter ao redor das 12 casas do mapa

Talvez este seja o ciclo mais interessante num sentido localizado, porque ele mostra as áreas da vida em que o planeta Júpiter estará trazendo maiores oportunidades de crescimento e prosperidade. Podemos dizer que esse trânsito é mais favorável entre as casas 9, 10, 11, 12, 1 e 2. As demais casas podem não ser tão interessantes, com exceção da casa 4 e casa 7 a depender da natureza dos aspectos que ocorrem ali. Isso ocorre porque júpiter tem domínio natural sobre as casas 9 (fé e viagens) e 2 (patrimônio e riquezas) , e tem júbilo na casa 11 (sorte e amizades). Nas casas 10 (carreira e imagem pública) e 1 (corpo, saúde e personalidade), que são as principais casas do mapa, é sempre interessante o trânsito de um benéfico. A única exceção pode ser a passagem de júpiter pela casa 12 que não tende a ser tão agradável, especialmente se os aspectos que ocorrem no interior dessa casa são mais tensos. 



Os diversos aspectos que Júpiter pode fazer com cada planeta



Existem ainda os aspectos que Júpiter pode fazer com todos os demais pontos do mapa, como a Lua, Vênus e Saturno por exemplo. 



Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Alvie Antonio on 22 de fevereiro de 2015 13:07 disse...

Você conseguiu fazer com que júpiter pareça cruel e inatingível, pessoas com júpiter na 8, 3, 4, 5, 6 e 7 se sentiram totalmente desprezadas

Victor Prado on 5 de junho de 2016 18:11 disse...

Queres verdades amargas ou mentiras doces?

Giselle Cristina Pedretti Porto on 9 de junho de 2016 18:56 disse...

Você pode me dizer um pouco sobre Jupiter Retrógado em Touro na casa 1? Por favor. Eu venho procurando mt desse assunto, mas só tô encaminhando textos superficiais. Se precisar do meu email é gisellepedretti23@gmail.com

Giselle Cristina Pedretti Porto on 9 de junho de 2016 18:57 disse...

Você pode me dizer um pouco sobre Jupiter Retrógado em Touro na casa 1? Por favor. Eu venho procurando mt desse assunto, mas só tô encaminhando textos superficiais. Se precisar do meu email é gisellepedretti23@gmail.com

Giselle Cristina Pedretti Porto on 9 de junho de 2016 18:57 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giselle Cristina Pedretti Porto on 9 de junho de 2016 18:58 disse...

Você pode me dizer um pouco sobre Jupiter Retrógado em Touro na casa 1? Por favor. Eu venho procurando mt desse assunto, mas só tô encaminhando textos superficiais. Se precisar do meu email é gisellepedretti23@gmail.com

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015