quarta-feira, 20 de março de 2013

O ingresso do Sol em Áries em 2013






Com o ingresso do Sol em Áries inicia-se um novo ciclo astrológico, de caráter anual. Esse ingresso sempre coincide com o início do Outono no hemisfério sul e da primavera no hemisfério norte. Do ponto de vista da astrologia mundana tradicional, o ingresso do sol em Áries é o evento anual mais importante porque é usado pra se realizar previsões em relação a política. Pra isso, antigamente se calculava o mapa do ingresso do sol em Áries para cada “reino” e assim se previam coisas relacionadas ao clima, a economia, as relações políticas, guerras, tragédias em geral e o andamento do governo centralizado na figura do rei ou líder, tudo dentro do caráter restrito daquele reino ou região. Hoje em dia Ao invés de reinos temos países, alguns gigantescos, que proporcionam muitos mapas diferentes pro ingresso do sol em Áries. Ainda assim é de senso comum entre os astrólogos a utilização do mapa do ingresso para a capital do país em questão como válido para toda a sua extensão territorial. Num país como a Bélgica por exemplo, de extensão diminuta, as diferenças dentro do território são mínimas e geralmente desprezíveis, mas no caso de um país grande como o Brasil, a Rússia, a China ou os Estados Unidos, ocorrem diferentes signos ascendentes para diferentes regiões, como possibilidades de interpretação variada. Para todos os efeitos, o que se utiliza é o mapa para a capital, no caso do Brasil, Brasília. Abaixo veja o mapa do ingresso do Sol em Áries para Brasília neste ano de 2013 (pra visualizar a figura com mais clareza em todos os casos abaixo, clique na imagem):



Um ponto importante, que pode não ser óbvio para uma maioria dos leitores, é que a única coisa que varia ao redor do mundo no mapa do ingresso do sol em Áries são os ângulos do mapa. Os posicionamentos planetários são exatamente os mesmos em todos os locais. É porque os planetas operam num ritmo de tempo sideral, fora da terra e que por isso vale para todo o globo, enquanto que a determinação  das casas e ângulos vem de um ritmo de tempo local, que varia conforme varia a geografia. Então para o mundo inteiro o mapa é o mesmo, só que cada região do globo vai viver o ingresso de uma forma particular, a depender das disposições dos planetas pelas casas.  Uma das coisas mais importantes que se observa  é o fator da angularidade: antes mesmo de mergulhar na configuração, primeiramente procuramos por planetas que estejam muito próximos a um dos ângulos do mapa (Ascendente, Meio do céu, fundo céu e descendente) porque caso aja um planeta ele será um fator fundamental na interpretação do ano naquela região. No caso do mapa para o ingresso em Brasília percebemos que não há um planeta muito próximo a nenhum ângulo. Mas em algum lugar do mundo, podemos ter certeza: todas as variações possíveis e imagináveis de planetas em ângulos estarão ocorrendo. Pra visualizar com clareza em que locais ocorrem, lançamos mão de astrocartografia: Trata-se de um mapa geográfico de determinada região que nos mostra linhas onde cada planeta estará precisamente angular na região em questão. Pra uma visão mais objetiva, procuramos pelos elementos mais importantes do mapa diretamente, pra termos uma ideia geral das regiões do globo que serão afetadas. Neste mapa percebemos com clareza uma configuração muito dura, em signos cardinais, envolvendo Sol, Marte e Urano em Áries, Plutão em Capricórnio e a Lua em Câncer.

Vejamos uma representação astrocartográfica do mapa do ingresso do sol em Áries especificamente para a nossa região, a América do Sul:



Vemos que na região de Brasília não passa nenhuma linha importante. Mas por exemplo, precisamente na cidade de Buenos Aires, vemos que passa a linha que representa a conjunção de Plutão com o Meio do céu. Vemos também que as linhas da lua no fundo céu, e de Marte/Urano no Ascendente estão bem próximas de Buenos Aires. Abrindo o mapa para o ingresso do sol em Áries é exatamente isso que observamos:



Isso indica que o ano tende a ser duro politicamente para a Argentina. Sinais de uma crise já são evidentes a muito tempo, mas esse mapa pode sugerir um ano particularmente instável, violento, marcado por acontecimentos inesperados e pela atuação de forças externas poderosas sobre os assuntos internos. E já fazem meses que o FMI vem pressionando a Argentina com relação a questão da dívida externa . Pode indicar aumento da violência ou mesmo uma certa belicosidade, ou decisões inesperadas e surpreendestes tomadas pelos governantes.

Vamos dar uma olhada numa projeção astrocartográfica para a Europa:



Vemos que as linhas de Plutão no Descendente e da Lua no Ascendente estão cruzando cidades importantíssimas da Europa, como Roma, Milão, Paris e Londres. Plutão simboliza a atuação das mesmas forças que observamos atuando na Argentina – por exemplo o FMI ou os interesses de banqueiros ou dos que são muito ricos de modo geral; em suma, dos que detém o poder. Em oposição a isso vemos a lua , domiciliada no signo de Câncer, simbolizando o povo. No mapa de ingresso do sol em Áries a lua é sempre a representação do povo e vemos que neste ano a lua estará em conexão com quase o mapa inteiro, com vários aspectos tensos e vários aspectos harmônicos. Pra tornar a visualização mais clara, coloco abaixo o mapa do ingresso do Sol em Áries deste ano pra cidade de Londres:



Vemos portanto o Ascendente em Câncer em oposição a Plutão e em quadratura com urano e Marte, e a Lua canceriana ascendendo. Nessas regiões em que A lua vai estar ascendendo , como já tem acontecido, podemos esperar muita agitação das multidões, um povo revoltado, exigindo seus direitos e desafiando frontalmente os interesses dos poderosos, simbolizados por Plutão e colocado neste caso na casa que define com toda clareza quem são os inimigos. Esse é um Movimento que já vem ocorrendo na Europa desde o início da crise, mas o mapa pra este ano revela que essas coisas tendem a assumir uma proporção muito maior neste caso de 2013/14.   

Por fim, pra uma visualização mais ampla, coloco um mapa mundi somente com as linhas da lua, marte, sol, urano e Plutão deste mapa do ingresso do sol em áries. 




Por onde as linhas passam são as regiões do globo onde podemos esperar maior tensão ou uma maior atuação da configuração apontada. Vemos que A China é outro local que terá um ano forte, bem como a região central da África Subsaariana.   



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015