sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Sol em Capricórnio com Ascendente em Escorpião




Esta combinação contém uma mistura da intensidade e da paixão de Escorpião com a sobriedade de Capricórnio, resultando numa personalidade muito forte, magnética e intensa, mas com altas doses de auto-controle evitando que a pessoa caia nos excessos típicos das combinações que envolvem o signo de Escorpião. Devoção, senso de compromisso, industriosidade, capacidade de concentração e foco são algumas das qualidades esperadas desta combinação, especialmente se Marte estiver em boas condições no mapa. Os ciumes escorpianos são refreados neste caso porque aqui existe uma compreensão mais clara a respeito dos limites dentro dos relacionamentos.


Mas a pessoa que nasce com esta combinação é ambiciosa e tem sede de poder e as vezes pode se portar de forma altamente manipulativa em nome da realização dos seus objetivos. É o tipo de personalidade que nunca não se dá por vencida, que não tem medo de obstáculos ou dificuldades e é extremamente resiliente. Desistir ou abandonar projetos ou relacionamentos sem antes explorar todas as alternativas possíveis são coisas impensáveis e normalmente a pessoa exige um alto nível de comprometimento e dedicação das pessoas que cooperam ou se relacionam com ela.  


O principal ponto negativo reside no funcionamento da mente, muito pessimista, desconfiada, descambando facilmente para a paranoia e para o fatalismo. A crítica pode ser outra forte característica, as vezes emergindo de forma defensiva e amargurada. Pode ser um amante dos mistérios, nutrindo interesses por ocultismo e toda sorte de assuntos que podem ser considerados "tabus" ou que contenham algum nível de morbidez.


A pessoa pode ser autoritária, rigorosa e ter uma forma muito severa e áspera de se expressar, soando como uma voz da autoridade em diversas situações. A ironia e o sarcasmo dão a tônica do senso de humor que pode ser agudo, mas a pessoa tem também uma faceta extremamente rabugenta.  Tem tudo pra ser uma excelente conselheira e possui habilidades inatas para a investigação e a pesquisa.




David Lynch






David Keith Lynch (Missoula, 20 de janeiro de 1946) é um diretor, roteirista, produtor, artista visual, músico e ocasional ator norte-americano. Conhecido por seus filmes surrealistas, ele desenvolveu seu próprio estilo cinematográfico, que foi chamado de "Lynchiano", que é caracterizado por imagens de sonhos e meticuloso desenho sonoro. Na verdade, o surreal e, em muitos casos, os elementos violentos de seus filmes lhes deram a reputação de "perturbar, ofender ou mistificar" seus públicos.
Nascido em uma família de classe média em Missoula, Montana, Lynch passou sua infância viajando pelos Estados Unidos, antes de ir estudar pintura na Academia de Belas Artes da Pensilvânia na Filadélfia, onde ele fez a transição para produzir curtas. Decidindo dedicar-se mais totalmente a esse meio, ele se mudou para Los Angeles, onde ele produziu seu primeiro filme, o terror surreaslita Eraserhead (1977). Depois de Eraserhead se tornar um clássico cult no circuito de filmes da meia noite, Lynch foi contratado para dirigir The Elephant Man (1980), a partir do qual ele conseguiu sucesso comercial. Depois de ser contratado pela De Laurentiis Entertainment Group, ele procedeu para fazer mais dois filmes: o épico de ficção científica Dune (1984), que foi um fracasso de crítica e bilheteria, e o filme de crime neo-noir Blue Velvet, que foi muito aclamado.
Procedendo para criar sua própria série de televisão com Mark Frost, a altamente popular Twin Peaks (1990-1992), ele também criou a prequela cinematográficaTwin Peaks: Fire Walk with Me (1992); um filme de estrada, Wild at Heart (1990), e um filme de família, The Straight Story (1999), no mesmo período. Se virando mais profundamente para o surrealismo, três de seus filmes seguintes trabalharam na estrutura não-linear da "lógica do sonho", Lost Highway (1997), Mulholland Drive (2001) e Inland Empire (2006). No meio tempo, Lynch procedeu para abraçar a internet como um meio, produzindo vários programas para a web, como a animação DumbLand (2002) e o sitcom surreal Rabbits (2002).







Simone de Beauvoir






Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, mais conhecida como Simone de Beauvoir Paris, 9 de janeiro de 1908 — Paris, 14 de abril de 1986), foi uma escritora, intelectual, filósofa existencialista, ativista política, feminista e teórica social francesa. Embora não se considerasse uma filósofa, De Beauvoir teve uma influência significativa tanto no existencialismo feminista quanto na teoria feminista.
Nascida em Paris, era a primogênita de duas irmãs, filha de um casal descendente de famílias tradicionais, porém decadente. Seu pai era o advogado Georges Bertrand de Beauvoir, ex-membro da aristocracia francesa, enquanto a mãe era Françoise Brasseur, membro da alta burguesia francesa. Ela estudou em uma escola católica privada até os 17 anos. Depois de passar no vestibular de matemática e filosofia, acabou por estudar matemática no Instituto Católico de Paris e literatura e línguas no colégio Sainte-Marie de Neuilly, e em seguida, filosofia na Universidade de Paris (Sorbonne), onde conheceu outros jovens intelectuais, como Maurice Merleau-Ponty,René Maheu e Jean-Paul Sartre, com quem manteve um relacionamento aberto por toda a vida.
De Beauvoir escreveu romances, ensaios, biografias, autobiografia e monografias sobre filosofia, política e questões sociais. Ela é conhecida por seu tratado O Segundo Sexo, de 1949, uma análise detalhada da opressão das mulheres e um tratado fundamental do feminismo contemporâneo, além de seus romances A Convidada e Os Mandarins. Ela lecionou em várias instituições escolares no período entre 1931 a 1943. Nos anos 1940 ela integrava um círculo de filósofos literatos que conferiam ao existencialismo um aspecto literário, sendo que seus livros enfocavam os elementos mais importantes da filosofia existencialista.
A autora revela certa inquietação diante do envelhecimento e da morte em livros como Uma Morte Suave, de 1964. Em A Cerimônia do Adeus, de 1981, ela narra o fim da existência de seu companheiro Sartre, que havia morrido em 15 de abril do ano anterior. Ela faleceu em 14 de abril de 1986, aos 78 anos de idade, por conta do agravamento de uma pneumonia. Seu corpo foi enterrado no Cemitério de Montparnasse, no mesmo túmulo de Sartre.




Jim Carrey




James Eugene Carrey (Newmarket, 17 de janeiro de 1962) é um premiado ator, comediante, roteirista e produtor canadense, conhecido por interpretar papéiscômicos em filmes como Ace VenturaDebi e LoideO MáscaraO PentelhoO MentirosoEu, Eu Mesmo e IreneTodo PoderosoDesventuras em Série e As Loucuras de Dick e Jane. Carrey também atingiu sucesso de críticas em interpretações dramáticas em filmes como: The Truman ShowMan on the Moon e Eternal Sunshine of the Spotless Mind.
Curiosamente três filmes estrelados por Jim em 1994: The Mask (O Máskara), Dumb & Dumber (Debi e Lóide) e Ace Ventura: Pet Detective (Ace Ventura), ganharam séries animadas, The Mask: The Animated Series, Dumb and Dumber, Ace Ventura: Pet Detective.




Edgar Allan Poe




Edgar Allan Poe (nascido Edgar Poe; Boston, Massachusetts, Estados Unidos, 19 de Janeiro de 1809 — Baltimore, Maryland, Estados Unidos, 7 de Outubro de 1849) foi um autor, poeta, editor e crítico literário americano, integrante do movimento romântico americano. Conhecido por suas histórias que envolvem o mistério e o macabro, Poe foi um dos primeiros escritores americanos de contos e é geralmente considerado o inventor do gênero ficção policial, também recebendo crédito por sua contribuição ao emergente gênero de ficção científica. Ele foi o primeiro escritor americano conhecido por tentar ganhar a vida através da escrita por si só, resultando em uma vida e carreira financeiramente difíceis.
Ele nasceu como Edgar Poe, em Boston, Massachusetts; quando jovem, ficou órfão de mãe, que morreu pouco depois de seu pai abandonar a família. Poe foi acolhido por Francis Allan e o seu marido John Allan, de Richmond, Virginia, mas nunca foi formalmente adotado. Ele frequentou a Universidade da Virgínia por um semestre, passando a maior parte do tempo entre bebidas e mulheres. Nesse período, teve uma séria discussão com seu pai adotivo e fugiu de casa para se alistar nas forças armadas, onde serviu durante dois anos antes de ser dispensado. Depois de falhar como cadete em West Point, deixou a sua família adotiva. Sua carreira começou humildemente com a publicação de uma coleção anônima de poemas, Tamerlane and Other Poems (1827).
Poe mudou seu foco para a prosa e passou os próximos anos trabalhando para revistas e jornais, tornando-se conhecido por seu próprio estilo de crítica literária. Seu trabalho o obrigou a se mudar para diversas cidades, incluindo Baltimore, Filadélfia e Nova Iorque. Em Baltimore, casou-se com Virginia Clemm, sua prima de 13 anos de idade. Em 1845, Poe publicou seu poema The Raven, foi um sucesso instantâneo. Sua esposa morreu de tuberculose dois anos após a publicação. Ele começou a planejar a criação de seu próprio jornal, The Penn (posteriormente renomeado para The Stylus), porém, em 7 de outubro de 1849, aos 40 anos, morreu antes que pudesse ser produzido. A causa de sua morte é desconhecida e foi por diversas vezes atribuída ao álcool, congestão cerebral, cólera, drogas, doenças cardiovasculares, raiva, suicídio, tuberculose entre outros agentes.
Poe e suas obras influenciaram a literatura nos Estados Unidos e ao redor do mundo, bem como em campos especializados, tais como a cosmologia e a criptografia. Poe e seu trabalho aparecem ao longo da cultura popular na literatura, música, filmes e televisão. Várias de suas casas são dedicadas como museus atualmente.


  
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015