quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Mapa de Fundação da Rede Globo



Integrada a nossas vidas  como um item de necessidade básica desde os anos 80, a ideia que gira em torno do aparelho de televisão, quando o compramos, é a de que se está levando pra casa um item que irá garantir diversão e entretenimento nas horas de folga: algo como um circo ou um teatro a domicílio. E até certo ponto a televisão cumpre essa função, mas nos dias de hoje fica cada vez mais evidente que o real motivo da existência desse aparelho em nossas vidas é o fato de que ele é o meio mais fácil, direto e objetivo de se propagar ideais através de sons, imagens, músicas, movimento, enfim, uma série de estímulos que encantam, hipnotizam.

Vá a um mercado ou padaria e entreviste os seus funcionários a respeito das últimas notícias. Todos tem uma opinião a respeito do que está acontecendo, muito embora o que “está acontecendo” não lhe diga respeito e esteja a zilhões de quilômetros do seu raio de influência. Tanto você quanto aquela pessoa irão certamente imaginar, diante da forma assertiva com a qual o seu entrevistado se coloca, que aquela é a opinião pessoal dele, mas não se engane. Ele não só pescou a informação, como também absorveu uma opinião alheia a respeito daquela informação, passando a acreditar de que aquela é a opinião dele. Essa é a mais assustadora mágica que gira em torno da televisão. Ela não somente informa, como ela embala a informação com as cores que melhor apetecem às emissoras e os seus aliados.

Além de doutrinar a população, o outro grande objetivo da televisão é o de servir como expositor comercial, 24 horas por dia, as vezes de forma flagrante e consciente, na imensa maioria das vezes de forma inconsciente, diriam alguns, “subliminares”.  E não é só durante os intervalos comerciais que nós somos bombardeados pelas propagandas: Todos os programas são devidamente pincelados com discretas referências a produtos e ideias e estilos que “precisam” ser comprados.

No Brasil existe uma emissora em particular que até hoje detém uma larga fatia da audiência na televisão e que por este motivo exerce um poder catequizador assombroso.  Trata-se da rede globo de televisão. O auge de todo este poder foi entre o final dos anos 80 e meados dos anos 90, quando a televisão passou a ser o meio de comunicação universal das massas em nosso país, e quando a rede globo detinha a atenção de uma parcela da nossa população composta de dezenas de milhões de pessoas. Atualmente ela continua a atuar mas agora divide espaço com a Internet, instrumento que transforma as pessoas de simples espectadoras passivas em personagens , construtores e receptores da informação, com efeitos que ainda são um tanto difíceis de compreender.

Vamos tentar compreender melhor o que a essa emissora  simboliza em nosso país através da análise do mapa do seu mapa fundação. Óbvio, existe uma série de burocracias, procedimentos e preparações que precederam a inauguração da emissora, mas o pontapé inicial foi dado justamente no momento em que ela entrou no ar pela primeira vez e pra valer. Isso ocorreu no dia 26 de Abril de 1965 às 11:00 na cidade do Rio de janeiro, coma  exibição do programa infantil Uni Duni Tê. É o mapa deste momento que nós iremos encarar como sendo o “mapa de nascimento da rede globo de televisão”:



Vemos um céu profundamente harmônico, e a presença massiva de planetas nos signos de Terra e de Água. O Sol em Touro, A lua em Peixes e o Ascendente em Câncer. Os Três signos tem um caráter essencialmente fleumático. Touro, apesar de ser signo de terra, é exaltação da lua e domicilio de Vênus. O fleumático, ou o elemento água é a manifestação elemental que surge para nos acalmar, nos ninar, nos encantar, nos entorpecer, nos adormecer. O fogo é seu inimigo natural, e o objetivo da água é sempre o de sufocar as chamas da independência e da vontade própria, em nome da segurança, do conforto, da manutenção do “de sempre”.

E assim a rede globo se infiltra silenciosamente em nossas vida. Através da manutenção de hábitos, da propagação de um clima de falsa segurança, de falsa estabilidade, de falsa abundância. Assim você não tem motivo algum pra se preocupar com as suas eventuais carências, assista a globo e tudo volta a ficar bem. Coma pão dormido de semana retrasada com café sem açúcar, mas como acompanhamento, assista as sofisticadas receitas do Mais Você (sem esquecer de anotar todos os ingredientes).

A Globo pouco investe em novos rostos, em qualquer tipo de inovação. São sempre as mesmas vinhetas, e até a voz do locutor que anuncia os filmes foi trocada para uma voz praticamente clonada da anterior (não sei o que ouve com o original). O objetivo da rede globo é mostrar a imutabilidade como algo bom, algo que nos da conforto e segurança, “algo que alegra a gente”. Cumpre assim a sua principal função, que é a de ser porta-voz de reacionários e conservadores no que diz respeito a política, principalmente através dos seus noticiários, onde o principal, a décadas, é apresentado pelo mesmo casal de repórteres. Mostrar que a mudança e a variedade pode ser algo bom ameaça ao objetivo principal, que é o de enaltecer o conservadorismo.O Sol em Touro em conjunção com Vênus domiciliada fala do caráter conservador e da própria longevidade da emissora, cujo epíteto também é o de "Vênus Platinada". Vênus forma conjunção exata com a Parte da Fortuna. Nenhuma emissora recebeu tantos incentivos governamentais em forma de dinheiro e concessões do que a rede globo. Ela surgiu durante o período da ditadura e apoiou este regime até o seu final. 

A lua em Peixes reflete o público, descreve esse público e também reflete a forma como a emissora lida com o seu público. E nenhum signo personifica melhor o conceito de “maioria”. Peixes é o signo das massas que não só permitem, mas que também precisam de alguém que as guie, que lhes doutrine, que lhes mostre a verdade e que lhes encha de esperanças.  E a rede globo cumpre essa função das mais variadas formas. Aos sábados, Luciano Huck reforça promessas e estimula esperanças com sua pseudo-caridade. Ao invés de desligar o televisor e começar a promover mudanças em sua própria realidade, o telespectador acha mais interessante escrever a Luciano Huck uma cartinha , contar dos seus problemas e esperar que a solução mágica toque a sua campainha, quem sabe fantasiada de carteiro ou de entregador de água mineral.



Saturno em Peixes, próximo a esta Lua mostra as reais intenções: a de cristalizar a condição das massas, a de promover a alienação, a estagnação, os medos e as fantasias. Saturno em Peixes é o medo e a loucura a serviço do controle. Vemos isso através dos programas de humor, através de seriados e Novelas cujo objetivo principal é o de divulgar a filosofia da mesmice, do costume, da alienação, sempre reforçando conceitos e preconceitos antigos.  

O setor jornalístico é representado por Mercúrio em Áries, que ocupa o mesmo signo do Meio do céu. É um dos carros chefes da emissora, especialmente porque Vemos Mercúrio em recepção mútua com marte em virgem, que é regente do meio do céu e fala da imagem pública. Mercúrio em Áries é um dos únicos elementos que se destacam em meio ao oceano de fleuma que é este mapa. E Mercúrio em Áries fala de liderança e pioneirismo, da imposição de ideias e da unilateralidade mais absoluta, sempre com um flagrante alinhamento com o conservadorismo, motor básico da emissora e que é apontado por este mapa. O jornal Nacional foi ao ar pela primeira vez  em primeiro de setembro de 1969, por volta das 19:30, e marcou o início das transmissões em nível nacional da rede Globo. O sol estava em conjunção com Marte, regente da casa 10, Saturno em conjunção com o Sol da emissora e Mercúrio natal ascendia. Veja o mapa do jornal nacional:



Já as novelas são a essência do que existe de entretenimento na emissora e ocupam uma posição extremamente importante desde sua origem. A casa 5 do mapa da rede globo reflete esses aspecto, e ali vemos Escorpião, cujo regente é o mesmo planeta marte que rege o Meio do céu, como já foi dito. Netuno em Escorpião reflete a questão do drama como elemento de instrução, catequização e manipulação de comportamentos. Através das novelas a Rede Globo se percebeu com o poder de ditar modas e de impregnar o consciente coletivo nacional com suas ideias e temas, servindo como suporte ao restante da máquina.

Quando surgiu a Rede Globo, no céu ocorria uma conjunção entre urano e Plutão, e somente agora temos condições de ver com a mais absoluta clareza os desdobramentos deste evento, já que Urano agora forma quadratura com o mesmo Plutão, quando vemos a primeira crise (quadratura) deste ciclo. E neste momento a rede globo se defronta com a perda da sua influência antiga, em partes para outras emissoras, em partes para a internet. Essa quadratura atual entre Urano e Plutão toca justamente no coração da emissora, já que Plutão se opõe ao Ascendente enquanto que Urano forma conjunção com Mercúrio e quadratura com o Ascendente.   Os próximos 3 anos serão decisivos nos desdobramentos desta crise, e podemos esperar mudanças profundas na orientação básica da emissora, ou uma piora e o recrudescimento de suas características mais negativas. Claro está que o povo ainda não está preparado para se “separar” da rede globo, não enquanto continuar enxergando essa emissora como uma Mãe (ascendente câncer). Quem sabe Plutão em Capricórnio torne evidente que está mãe está muito mais pra Madrasta Megera, cuja última intenção é a felicidade de seus “filhos”. 
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Pedro Joffly on 9 de novembro de 2011 19:50 disse...

O que Júpiter em Gêmeos poderia representar? Acho importante destacá-lo porque é um planeta importante em exílio... talvez uma certa superficialidade?

Belmiro Reis on 10 de novembro de 2011 22:47 disse...

Muito interessante

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015