domingo, 6 de novembro de 2011

Aspectos (Oposição e Trígono)




Os aspectos ptolomaicos, isso é, as relações angulares apresentadas por Ptolomeu em seu Tetrabiblos, tem uma lógica estritamente matemática, e são fruto das divisões perfeitas que podem ser feitas com o número 12, o número de signos. As únicas possibilidades de se encontrar valores inteiros para o numero 12 são quando dividimos ele por  2,3,4 e 6.

OPOSIÇÃO



Da divisão do 12 (os 12 signos do zodíaco) por 2 (número de signos que formam um eixo da mesma modalidade e da mesma polaridade) encontramos o 6, e são 6 o número de signos entre signos pertencentes ao mesmo eixo;  Dessa lógica chegamos ao aspecto da Oposição, que é a simples  divisão do zodíaco ao meio, onde dois planetas estão colocados a 180° de distância um do outro, em signos opostos. As oposições possíveis ocorrem nos seguintes pares:

Áries & Libra
Touro & Escorpião
Gêmeos & Sagitário
Câncer & Capricórnio
Leão & Aquário
Virgem & Peixes

A história de que “os opostos se atraem” é uma grande besteira. A oposição tem a natureza do planeta Saturno, o grande maléfico, e por isso é considerada um aspecto “maléfico”. Modernos preferem chamar a oposição de um aspecto “tenso”.  Os efeitos variam muito de acordo com a natureza dos planetas envolvidos. Geralmente indica um conflito entre dois princípios incompatíveis. Por outro lado, a fase cheia de qualquer ciclo ocorre durante uma oposição, e ela tem um significado de completude. Devemos lembrar que num círculo, o ponto em oposição diametral ao outro marca também um ponto de retorno, em que a direção se inverte. Nas fases da lua, é a oposição que cessa o crescimento da luz e inaugura a fase minguante.  

TRÍGONO



Da divisão do 12 (os 12 signos do zodíaco) por 3 ( os 3 signos que formam um triângulo de signos do mesmo elemento) chegamos ao 4, que é o número de signos que separa signos de um mesmo elemento. Por exemplo, Áries e Leão formam um trígono e  estão a 4 signos de distância um do outro, é só contar: Áries(0),Touro(1), Gêmeos (2), Câncer (3) e Leão (4). O aspecto resultante se chama Trígono, que representa uma distância angular de 120°, em signos que sejam do mesmo elemento. Os trígonos possíveis ocorrem entre os signos dos seguintes pares:  

Áries & Leão
Áries & Sagitário
Leão & Sagitário
Touro & Virgem
Touro & Capricórnio
Virgem & Capricórnio
Gêmeos & Libra
Gêmeos & Aquário
Libra & Aquário
Câncer & Escorpião
Câncer & Peixes
Escorpião & Peixes
  
O trígono tradicionalmente tem a natureza do planeta júpiter, é considerado um aspecto “benéfico”. Os Modernos preferem chamar de aspecto “harmônico” e reza uma falsa lenda de que pessoas com muitos trígonos tem vidas fáceis. A questão é que, apesar de ser um aspecto harmônico, o trígono não necessariamente representa facilidade, porque as vezes a natureza ou o estado dos planetas que estão em trígono faz com que eles se prejudiquem mutuamente, apesar da facilidade e harmonia associada ao aspecto. Por exemplo, o regente da casa 6 em trígono com o regente da casa 1, apesar de ser um aspecto harmônico não está simbolizando uma “harmonia” porque  esses planetas simbolizam áreas naturalmente incompatíveis. É como dizer que seu corpo “se relaciona harmonicamente” com as doenças. Neste caso o trígono atua como um facilitador para a ação do regente da 6 sobre o regente da 1, coisa que tem um efeito naturalmente daninho;

Os trígonos podem ser crescentes ou minguantes. São crescentes quando o planeta mais rápido esta a frente do planeta mais lento, e são minguantes quando o planeta mais rápido está atrás do planeta mais lento. Por exemplo, considere o mapa abaixo:



Vemos A Lua em Áries, Júpiter em Sagitário e Saturno em Leão. O trígono entre a Lua em áries e Júpiter em Sagitário é crescente, porque a lua está a 4 signos a frente de Júpiter. Mas o trígono entre A lua em Áries e Saturno em leão é minguante, porque a lua está 4 signos antes de Saturno.

É importante saber se o aspceto é crescente ou minguante principalmente nos trânsitos em relação ao nosso mapa. O ponto que escolhemos do nosso mapa é sempre o mais lento (já que ele não se move) e o planeta em trânsito é o mais rápido. Por exemplo, se você nasceu com a lua em virgem, Plutão em Capricórnio está realizando um trígono crescente com a sua lua, enquanto que Júpiter em Touro está realizando um trígono minguante com ela;  

( a questão envolvendo aspectos aplicativos, separativos e partis será tratada em outro post)
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Celo Dali on 8 de novembro de 2011 03:27 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Qual aspecto tende a ser mais forte oposição ou quadratura?

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015