quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Éris



Polêmica. Bafão. Escândalo. Trollagem. Basicamente, a deusa Éris da mitologia tinha essas características. O termo "discordianismo" é uma referência ao simbolismo da Éris mitológica. Trata de um tipo de filosofia onde basicamente se opta pelo caos como postura para se encontrar sentido nas coisas. É a atitude de discordar de tudo a priori. Mas não temos como saber se Éris, o novo planeta descoberto em 2005 tem realmente estas características, apesar da tensão que essa descoberta causou entre astrólogos, em função daquilo que ficou conhecido como "rebaixamento de plutão" a alguns anos. Éris era filha do caos e era a deusa excluída da discórdia. Os outros deuses não apreciavam muito a sua presença no Olimpo.
 


Hoje o planetoide Eris formou oposição exata com Saturno em Libra, na altura dos 21°46’ do eixo Áries/Libra. O contato exato ocorreu na madrugada, por volta das 5 da manhã de hoje. Desde o dia 19 de outubro o aspecto já é partil. E ontem foram divulgados novos dados a respeito de Éris na imprensa. Depois de cerca de 1 ano de pesquisas, os astrônomos finalmente conseguiram calcular seu raio, e descobriram que Éris é ainda mais parecida com Plutão do que se imaginava na época de sua descoberta. Seu raio é quase do mesmo tamanho do que o raio de Plutão. Chegaram a chamar Éris e Plutão de “irmãos gêmeos”. Se Plutão tem alguma importância para a astrologia, vai ficando cada vez mandatório que os astrólogos, no mínimo, comecem a prestar atenção ao movimento deste planeta, que pode ter muito a dizer.



Em nível pessoal, Éris não parece significar muito, especialmente quando levamos em conta seu trânsito que é extremamente lento, mas talvez ainda seja muito cedo pra afirmar qualquer coisa neste sentido. Mesmo assim ela pode simbolizar algum tipo de novo princípio. Não se trata de algo que não existia antes, mas de algo que passa a ganhar importância a partir de agora, e é isso o que precisa ser observado com mais atenção. Nossa sociedade atualmente passa por algum tipo de transformação significativa? Em geral uma percepção clara disso se dá depois que se passaram alguns anos.

Vamos entender como funciona o trânsito de Éris. O período de translação de Éris ao redor do sol, como eu já disse, é bem longo, superior a meio milênio! São cerca de 560 anos de órbita, sendo que ela leva 300 anos apenas para cruzar os signos de peixes, Áries e touro, e 260 anos para atravessar o restante do zodíaco. Isso acontece devido a sua órbita que tem um formato bem elíptico, e esse fato também pode ser observado no trânsito de Plutão em uma proporção menor.

Éris adquire o máximo de sua velocidade quando ela passa pelo signo de Libra, e adquire o mínimo de sua velocidade quando passa pelo signo oposto, Áries.  Ela passa aproximadamente 120 anos em Áries, e apenas algo em torno de 20 anos no signo de Libra! Algo similar ocorre no trânsito de Plutão, que leva 11 anos pra cruzar Escorpião, mas passa mais de 32 anos no signo de Touro.

O fato de o planeta ter uma simbologia feminina, e especialmente por seu perihélio ocorrer em Libra levou alguns astrólogos a pensar numa associação entre Éris e o signo de Libra. Essa não me parece ser uma associação absurda, mas se por acaso for realmente este o caso, estaríamos então diante de uma nova dimensão de significados para este signo, uma dimensão que opere em nível mais coletivo e impessoal.
Eu chutaria alguns acontecimentos que poderiam ter consonância com o surgimento de Éris. Talvez o fato de vermos hoje em dia várias mulheres assumindo a liderança em muitos países ao redor do globo realmente possa nos ajudar a vislumbrar Éris como uma significadora do poder feminino, algo que sempre existiu, mas que estava latente e que parece emergir agora por algum motivo. Outra questão é a forma como nossas relações sociais se organizam atualmente, com o advento das redes sociais na internet, que surgiram na mesma época da descoberta de Éris. Hoje em dia nos relacionamos de uma forma quase telepática, passamos a ter acesso a pessoas e ideias do mundo inteiro, entramos de fato, em uma nova dimensão dos relacionamentos humanos. 

O símbolo de Éris seria este:



Todos nós nascemos com Éris no signo de Áries, e muitos de nós não viveremos a tempo de ver Éris deixar este signo. Veja uma efeméride resumida e bem arredondada pra saber de forma aproximada em que altura se encontra Éris no seu mapa:

Anos 20 : aproximadamente 00°Áries
Anos 30: aproximadamente 03°Áries
Anos 40: aproximadamente 05° Áries
Anos 50: aproximadamente 08° Áries
Anos 60: aproximadamente 10° Áries
Anos 70: aproximadamente 13° Áries
Anos 80: aproximadamente 15° Áries
Anos 90: aproximadamente 17° Áries
Anos 2000: aproximadamente 20°Áries
Atualmente Éris está em 21° Áries. Ela vai deixar o signo de Áries na década de 2040, pra iniciar um longo trânsito pelo signo de Touro, que vai durar cerca de 90 anos.      

Veja você no seu mapa se Éris forma conjunção com algum ângulo. No site astro.com é possível adicionar Éris a análise. Não tenho idéia do que o posicionamento de Éris significa, no momento estou apenas observando,  mas seja la o que for, isso tem tudo pra ficar evidente naqueles que nasceram com Éris angular. No meu caso ela está angular, na casa 10, mas não forma conjunção com nenhum ângulo. Ainda não tenho idéia do que isso pode representar no meu caso, mas não espero também que esta informação transforme a minha vida. Antes que comecem a colocar o mapa de vocês pra que eu diga onde está a sua Éris, aviso que não aceitarei comentários desse tipo. Se você entende o suficiente de Astrologia pra querer saber onde está sua Éris, o site astro.com pode lhe ajudar colocando o posicionamento de Éris no seu mapa, mas se você mal sabe onde está a sua lua, do que vai adiantar saber alguma coisa sobre éris? Por outro lado, se você sabe onde está sua Éris e quiser falar a respeito, fique a vontade.

Lembrando que citei A oposição de Saturno com Éris neste post: 

Comentários
5 Comentários

5 comentários:

M.Claudia Cornalgia Marques on 27 de outubro de 2011 18:18 disse...

Olá Elias,

Quanto mais eu leio você, mais tenho vontade de me aprofundar na astrologia. Existe a possibilidade de aulas, digo video aulas, aqui em São Paulo há várias escolas, mas a bem da verdade eu só queria entender o meu com mais profundamente... pelo em ovo,né...eu sou xereta " ré confessa "

um bju

Anônimo disse...

oi, no mapa natal tenho Eris também na casa 10 em oposição ao sol e a mercúrio. por sua descrição consigo entender essa dualidade de discordancia ariana versus diplomacia libriana. é como ter uma tendencia que me faz discordar por principio e depois venha uma necessidade de equilibrio e busca de harmonia. por exemplo se hover concordia e uma ordem muito estabelecida eu ligo lanço um caos nem que seja intelectual , mas se houver discordia eu logo tento armonizar e chegar a uma solução justa. Tudo isto é muito natural e automatico em mim. E coisas que ligava a plutão, depois de ler seu texto me fazem sentido ligar a essa energia precisamente por estar na casa 10, onde não tenho qualquer outro planeta. Obrigada e vou senguindo suas descobertas. Ana

Elias Mendes on 28 de outubro de 2011 02:25 disse...

Maria claudia, a partir do ano que vem vou oferecer alguns cursos de curta duração, alguns de nível básico e outros de técnicas específicas;

Randal Gomes on 16 de fevereiro de 2012 16:11 disse...

Tenho Eris em minha Casa 4, conjunto ao Sol, a Quíron e a Vesta. Neste sentido, ao confrontar este posicionamento ao modo como vejo as coisas, percebo que Eris parece transcender/transbordar o significado do que toca. Não sei se me parece o termo adequado, mas enquanto Plutão transborda pervertendo, Eris parece transbordar/transportar impessoalmente. Nesse sentido, sendo mais claro, as feridas de família (Sol | Quiron | Vesta) e a capacidade de curá-las, inexistem para mim. Está tudo okay em casa e na casa que formei.

Mas ocorre um senso de inadequação ao local de origem (país), onde Éris leva duas oitavas acima (força de expressão) a inadequação sol/quíron. Se no futuro enxergar também aqui uma capacidade curativa através da compaixão, volto a contatá-lo. Se puder utilizar a metáfora do diretor Frank Capra, vejo este posicionamento, especificamente, como em 'A Felicidade não se Compra (1946), com o James Stewart.

Randal Gomes on 16 de fevereiro de 2012 16:13 disse...

Tenho Eris em minha Casa 4, conjunto ao Sol, a Quíron e a Vesta. Neste sentido, ao confrontar este posicionamento ao modo como vejo as coisas, percebo que Eris parece transcender/transbordar o significado do que toca. Não sei se me parece o termo adequado, mas enquanto Plutão transborda pervertendo, Eris parece transbordar/transportar impessoalmente. Nesse sentido, sendo mais claro, as feridas de família (Sol | Quiron | Vesta) e a capacidade de curá-las, inexistem para mim. Está tudo okay em casa e na casa que formei.

Mas ocorre um senso de inadequação ao local de origem (país), onde Éris leva duas oitavas acima (força de expressão) a inadequação sol/quíron. Se no futuro enxergar também aqui uma capacidade curativa através da compaixão, volto a contatá-lo. Se puder utilizar a metáfora do diretor Frank Capra, vejo este posicionamento, especificamente, como em 'A Felicidade não se Compra (1946), com o James Stewart.

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015