domingo, 9 de outubro de 2011

E quando falta um ‘elemento’ no meu mapa?




Muita gente me pergunta isso, a maioria encara a ausência de um elemento no seu mapa como uma deficiência propriamente, quando as coisas não funcionam dessa forma.  Como a maioria de vocês deve saber, todos os signos têm um elemento e uma modalidade que os compõe.

Os elementos são Fogo, terra, ar e água, e as modalidades são cardinal, fixo e mutável.  Essa lógica até se aplica a planetas (mas acaba sendo algo que se anula comparativamente, já que todas as pessoas têm todos os planetas), e até certo ponto pode se aplicar as casas.

Mas o que importa quando analisamos a predominância em termos de elementos é muito mais a quantidade de planetas em um determinado elemento  do que seu posicionamento por casas. Analisamos o signo de todos os planetas do mapa, dando um peso maior para os planetas que tem um significado mais importante. Esse cálculo vai variar muito de astrólogo pra astrólogo, assim como vai variar o peso que cada posicionamento vai ter, e a quantidade de corpos celestes analisados (alguns vão querer incorporar quiron, os asteroides, até mesmo as partes árabes).  

Pra alguns, esse cálculo nem tem grande significado: Alguns analisam o temperamento que pode contradizer a predominância dos elementos, já que o temperamento vai se centrar somente nos pontos realmente importantes do mapa (Ascendente, Sol e Lua).



Na prática, um elemento representa um tipo de motivação básica. O fogo fala de motivações agressivas, dominadoras e auto centralizadoras. A terra fala de motivações práticas, cautelosas e materialistas. O ar fala de motivações voltadas para os relacionamentos, o bom humor e as trocas. A água fala de motivações essencialmente emocionais, em empatia e intimidade.

Ter a maioria dos planetas num determinado elemento não afeta tão diretamente a sua personalidade, mas vai revelar muito a respeito das suas motivações principais na vida. Achar que precisa ter todos os elementos ocupados no mapa é bobagem: é como achar que todos têm que ser e fazer tudo o que existe pra ser feito na vida. É bobagem receitar florais ou atividades pra que a pessoa “introduza”  esses elementos de forma artificial em sua vida: Seu mapa jamais irá se alterar. Se o mapa aponta uma carência, significa apenas que se você  tentar ir pelo caminho representado pelo que você não tem, a probabilidade de as coisas não darem certo ou você não conseguir sustentar uma situação  são muito grandes. Por que então, não ir pelos caminhos naturais? Você acha que é obra do acaso ter predominância em um elemento, modalidade ou o que seja? Aposte no que você tem, não perca tempo olhando o que não tem.  

Não ter um determinado elemento significa apenas pouco contato com o que ele representa, mas de qualquer maneira as coisas representadas por este elemento estarão presentes também em sua vida (já que, quer você queira ou não, todos os signos estão presentes no mapa), e invariavelmente, mesmo que você evite o que um determinado signo ou elemento representa, em algum momento você será confrontado por aqueles assuntos, e evidentemente isso pode não ser das coisas mais agradáveis. A questão é que isso não acontecerá o tempo inteiro ao longo de sua vida. Quando acontecer, paciência. Você é quem você é. O certo é que você seja sempre quem você é, isso é o obvio. Não tente parecer o que não é, isso nunca dá certo e esse tipo de atitude quase sempre se volta contra quem a perpetra. Se você olhar mais para si mesmo e menos para os outros, para o que os outros pensam, você já terá dicas a respeito de quem você é, pro caso de você ter alguma duvida em relação a este assunto. Se alguma situação te causa sofrimento, dor, tristeza, é evidente que aquela situação não faz parte da sua vida. Vai insistir com aquilo por quê? Se você deseja algo, se deseja ser algo, se aquilo te traz algum tipo de felicidade, se você sente que aquilo vai te trazer realização, então parece que é ali que você vai se encontrar. Se você deseja algo que te causa algum tipo de agonia, sofrimento ou tristeza, é possível que você esteja errado. É simples assim: o corpo e a alma sabem mais do que o cérebro, quando o assunto é felicidade. Se você está sofrendo em alguma situação, é melhor repensa-la com urgência!

Falta de fogo

Se você não tem fogo, não perca seu tempo tentando ser o valentão, agindo de forma muito arrogante ou pretenciosa, não tente forçar as coisas, porque essas ações invariavelmente vão se voltar contra você. Se tem medo de altura (por exemplo), pra que subir tão alto? Não significa necessariamente que você vai cair se tentar, mas acredite, ninguém está esperando que você prove nada!   

Falta de Terra

Se você não tem terra, tenha paciência com sua falta de praticidade, mas procure honrar seus compromissos, não aponte as falhas das outras pessoas compulsivamente, especialmente porque você não tende a ser exatamente um primor de praticidade, e não tente impressionar as pessoas com o que você tem, porque evidentemente, o que você tem não é o que você é, e mesmo se você tivesse o elemento terra isso não seria diferente.  

Falta de Ar

Se lhe falta ar, vai tentar ser o engraçadinho da sua turma por quê? Não fuja dos relacionamentos, fuja apenas da artificialidade de comportamento, evite isso a todo custo. Não tente mentir, não tente transmitir ideias falsas sobre a sua pessoa pra tentar conquistar as pessoas ao seu redor, isso nunca vai funcionar, e definitivamente, ninguém consegue ser amigo de todo mundo, porque justamente você que nasceu sem o elemento ar vai querer dar uma de legalzão?

Falta de água

Pra você que tem pouco do elemento água, pode ser que você sofra de um probleminha chamado “falta de empatia”, isso é, a dificuldade de se colocar no lugar de outra pessoa, e de imaginar o que ela sentiria caso algo acontecesse com ela, ou como ela reagiria ouvindo determinada coisa. Não finja que entendeu quando não entendeu, dê as pessoas o que você tem e não se preocupe tanto com o que lhe falta. Nem todo mundo nasceu com vocação pra ser psicólogo. E o principal, não afunde em complexos e sentimentos de culpa só porque você não é uma pessoa emotiva e empática. Você não é um monstro, ainda que muita gente queira que você pense exatamente isso sobre você mesmo. E se for o caso, talvez seja interessante repensar a importância dos relacionamentos que tanto exigem de você e lhe fazem se sentir tão culpado. 
Comentários
0 Comentários
 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015