domingo, 30 de outubro de 2011

Escorpião e o Halloween



No hemisfério norte, mais precisamente nos países de cultura anglo-saxônica (mas por efeito da globalização e dominação norte-americana, boa parte do restante do globo) comemora o Halloween, conhecido aqui no Brasil como dia das bruxas. A data é sempre o dia 31 de Outubro de todos os anos. A origem do halloween não tem absolutamente nada a ver com o formato da comemoração nos dias de hoje.

Na verdade, o Halloween propriamente dito é a noite entre os dias 31 de Outubro e 1 de Novembro (dia de todos os santos) e o significado da palavra Halloween não tem nada a ver com dia das bruxas. Halloween vem de Hallow Evening e  significa noite sagrada. De origem pagã, essa celebração é uma homenagem a todos os espíritos da natureza, já que este é o período onde ocorre a transição entre Verão e Inverno (o coração do Outono no hemisfério norte). Neste ponto do ano a colheita já foi feita, o tempo vai esfriando e as plantas vão definhando (isso numa realidade anglo-saxã). Somente nos dias de hoje, por influência da cultura consumista norte-americana é que o halloween se transformou numa data que dá motivos para o consumo de doces e de festas a fantasia.

Bom, o halloween coincide com a passagem do sol pelo signo de Escorpião, mas isso não significa que a festa do halloween e o signo de escorpião tenham qualquer coisa em comum, como obtusamente se imagina em uma perspectiva moderna da astrologia. Se existir uma associação astrológica para o Halloween, essa associação é feita com Saturno, senhor da morte e de todas as coisas assustadora.

Essencialmente, Escorpião rege mais vida do que Morte. A morte não é um atributo de Escorpião, mas o contrário dela, esse o é. Escorpião é um signo de água, extremamente fértil e indica proliferação descontrolada, humidade excessiva, e está associado ao processo de decomposição orgânica, mas não à morte em si que é um Atributo de Saturno. O fato de o Sol passar por Escorpião ao longo do outono do hemisfério norte não significa que este signo tenha características "outonais". Aliás, o outono na astrologia tem características próprias: Frio e seco, como a de Saturno, representando o resfriamento que leva do verão para o inverno.

Mas devemos lembrar que apenas uma parte (e pequena) do globo vivencia realmente os reflexos do outono tradicional. Todo o hemisfério sul viceja e prolifera abundantemente quando o Sol passa por Escorpião, uma vez que aqui temos a Primavera, a estação Quente e húmida. Isso sem falar das partes do globo mergulhadas em um inverno eterno (os polos) ou um verão eterno (equador) e que nunca vivenciam verdadeiramente uma estação de transição.

Mas, como a cultura dominante é do hemisfério norte, temos que engolir essa. Na estação mais quente e vicejante do ano, vemos até mesmo aqui no Brasil o reflexo desse estupro cultural, que acaba impondo aberrações como essa. Faria muito mais sentido se o dia de Finados, o dia de todos os santos e o Halloween propriamente dito fosse comemorado entre final de Abril e início de Maio, quando então vivenciamos um processo de resfriamento outonal por aqui e esses simbolismos são evocados.

A violência é de Marte, e Marte só está bem em escorpião porque este é o signo que melhor consegue domar a natureza destrutiva de marte, covertendo ela em algo útil.Se quer pensar num símbolo para Escorpião pense em qualquer entidade biológica que se prolifera de forma descontrolada (como fungos, ervas daninhas, e seres humanos!). Pense também em troca e circulação de energia, de vida, de recursos. Pense num conglomerado pulsante que absorve energia e repassa esta energia para o seu entorno; Isso está mais próximo do que o signo de Escorpião representa. Porque temos que ter em mente que essencialmente, escorpião é apenas a água expressa de forma fixa (densa, contínua). Signos não tem personalidade. Eles regem qualidades, não regem eventos como "morte & transformação".  
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

http://graceolsson.com/blog on 31 de outubro de 2010 12:16 disse...

ELIAS, GOSTEI DO ARTIGO.

BJS

jhonatan on 31 de outubro de 2010 20:30 disse...

Adoroei esse artigo, e quero comentar...
O que mais me irrita que as pessoas falam sobre escorpião, é que eles atribuem tudo de ruim a esse signo e as pessoas que nasceram com o sol posicionado nele... Muitos site inclusive chegam a tratar esse signo como monstro, isso é ridículo, as vezes fico até nervoso com o sensacionalismo destes sites... não gosto do modo como eles descrevem este signo e olha q meu signo solar é gêmeos... Só espero que um dia eles consigam ter essa visão dinâmica do Elias, por que hoje eles não chegam nem ao dedo mindinho dele...

Altivo Neto on 31 de outubro de 2014 12:27 disse...

PARTE 01

Sei que esse post já tem uns anos, mas, como aperece em pesquisas no google, vale a pena comentar.

O belo signo de Escorpião e seu antigo regente, Marte sombrio, representam no calendário até hoje o Sexo, o Poder e a Morte, por marcarem um dos momentos mais difíceis para o livre - arbítrio: a Antecipação das Decisões.

As sociedades antigas e medievas não tinham grande capacidade de armazenar alimentos, então boa parte do que se produzia era perdido e não podia ser utilizado no inverno.

Em matéria de grãos isso significava o seguinte: você sabe que vai faltar comida para você, seus filhos e seus animais, mas ainda assim esse é o momento de separar parte da colheita para servir de semente na primavera. E você não poderá comer essa parcela, mesmo que esteja morrendo de fome, senão você não poderá replantar na Primavera e todos morrerão. Esse é o preço que a Deusa em sua face de Mãe Terrível cobra para "devolver" a fertilidade do solo. É chegada a hora de sacrificar o Galhudo.

Em matéria de gado isso significava o seguinte: como você não poderia sustentar todos seus animais durante o inverno, você precisa escolher durante escorpião as melhores matrizes reprodutoras e leiteiras, e sacrificar o resto até o solstício de inverno (Natal), para não se arriscar a perder tudo. Isso gerará uma abundância de alimentos até o fim de sagitário, seguida pelo penúria Saturnina de Janeiro e Fevereiro (Capri e Aquarius).

Em matéria de família e comércio significa o seguinte: se a comida não será o suficiente no inverno, é chegada a hora de expulsar os filhos mais velhos de casa enquanto ainda é tempo deles se virarem antes do inverno (acharem um emprego natalino). Talvez você mande o seu filho João para o mercado vender a sua velha vaca que você iria sacrificar. Talvez se o preço for bom vcs paguem as dívidas e ele não precise sair de casa. Aliás, é o momento de tentar dar uma nova chance e passar adiante todas as coisas velhas, vender e trocar tudo. É a fase de maior expansão comercial da humanidade até hoje. Pois o que não for embora, não poderá ser aproveitado no inverno. E isso vale para os idosos de então. Escorpião vê e luta contra a sombra da morte não quando ela é evidente e inevitável, mas quando ainda temos força e tempo para reduzí-la, caso aceitemos abrir mão de parte do que existe. Caso aceitemos a morte de parte do que amamos. O acerto final de Escorpião é então a passagem de Sagitário, os velhos. Depois de todos os esforços, de se venderem/sacrificarem todos os excedentes, de se ajustarem todos os orçamentos, é chegada a hora do ajuste final da previdência. O último sacrifício que um pai pode fazer pelo seu filho é morrer para que esse possa se manter vivo. É a avó que se recusa a se alimentar para dar de comer aos seus netos (Papai Noel?). Ao final de Escorpião, já sabemos do que e de quem teremos que abrir mão durante o inverno (após o Natal). E tvz por isso Sagi seja um período de apreciação dos mais velhos, de suas histórias e sabedoria, antes que partam.

Altivo Neto on 31 de outubro de 2014 12:29 disse...

PARTE 02

Finalmente, Escorpião tb significa Poder, sobretudo pelo que ele significa pro Judiciário: se vc não terá comida suficiente pros seus filhos, o que se dirá de pros seus prisioneiros. Todo julgamento tem seu tempo para a defesa, para que o juízo seja sensato, justo. Mas inaceitável seria manter alguém preso durante todo o inverno para condená-lo à morte na primavera, após gastar-se uma comida que não se tem. Inaceitável também julgar e libertá-lo durante o recesso do inverno, quando não terá como se sustentar por si só e isso será o mesmo que condená-lo à morte. Não, os indultos devem ser até o Natal, não depois. As condenações também devem ser antes do recesso. Por isso, no calendário do Judiciário até hoje escorpião marca o período de antecipação das decisões, de antecipação da lide. É melhor para todos que o juiz tome uma decisão apressada nesse período, ainda que isso reduza o tempo da defesa, mas que essa decisão garanta de fato a vida do liberto, ou liberte a vida dos demais do fardo do condenado. Nesse sentido os celtas e os romanos faziam grandes julgamentos em escorpião e antecipavam as execuções de todo o inverno, gerando um verdadeiro banho de sangue. Se Libra é o signo do Advogado que luta pelos Ideais da Justiça e Sagitário é o signo do Juiz e do Sacrificado que apreciam , complexificam, a narrativa excursionista do Afastamento e da Partida, então Escorpião é o signo da Decisão, do Prazo Fatal, da Lembrança Antecipação da Morte, da Proteção da Vida, do Julgamento, do dia do Juízo que revelará os Mártires, tempo de pensar em todos que morreram e de como ousaram tomar decisões em tempos difíceis, que ousaram fazer sacrifícios para que a vida seguisse em frente.

Adicionalmente, queria falar algo sobre hemisférios sul e norte e economia. 90% da população mundial está no hemisfério norte, e os 10% que está no sul se concentra em regiões tropicais, não havendo verdadeira inversão do calendário. Mais que isso, a maior parte dessa população (América do Sul e Oceania) se desenvolveu integrada cultural e economicamente com o Hemisfério Norte pela colonização, e o resto foi colonizado depois (África). Isso significa que os ciclos de expansão econômica são um só, e seguem os 90%. Os calendário de Judiciário e etc também são iguais, conosco tendo no verão o recesso de atividades que o norte tem por conta da neve, levando-nos a um período mais família. O Carnaval, a Semana Santa e as Micaretas e demais alegrias da primavera são no mesmo período, com as pessoas engravidando e casando em Maio/Junho que continua mês das noivas. Não vou chamar isso de integração cultural-religiosa pq uma das primeiras funçoes da religião é controlar o calendário das colheitas e o do comércio, para o que sempre se usou os astros, sendo a linha do Zodíaco a principal linha da colheita. Nunca serviu pra todas as colheitas, nem entre os 90% de população do norte, mas se aplica ao todo das colheitas, de forma que o ciclo do total da produção segue o Zodíaco, que ao invés de linha da colheita pudesse ser chamado de linha do PIB e das taxas de juros...

E quanto ao irlandês Halloween no 31, ao mexicano Dia de Los Muertos no 01, e ao lusitano Dia dos Devotos Defuntos ou ao brasileiro Dia dos Finados no 02, tanto faz se se comemoram o Dia de Todos os Santos na véspera, no dia, ou no dia seguinte... Afinal, acusar alguma festa de ser estrangeira ou modernamente sincretizada/deturpada é achar que o Natal foi inventado em Parintins, né?!!

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015