quarta-feira, 28 de abril de 2010

Plutão em Escorpião: A geração pirata



O sentido clássico da palavra pirataria se refere a bandidos que se reuniam em quadrilhas que viajavam pelos mares de navio a procura de outros navios ou cidades costeiras para serem saqueados. Atualmente, entretanto, a palavra tem outra conotação, consistindo na distribuição ilegal de conteúdo protegido por direitos autorais, o que consiste teoricamente em crime. Inicialmente combatida e repudiada, a pirataria sobretudo nos meios virtuais cresceu de tal forma que atualmente a única forma de se eliminar a pirataria seria "apagando e reiniciando" a internet de novo, do zero.

A pirataria é um movimento sobretudo jovem e é uma característica da atual geração de adolescentes e jovens adultos, que diferentemente dos seus pais, cresceram em uma época onde existe fácil acesso a praticamente tudo no que diz respeito a mídia, onde o controle é mínimo e onde as coisas se desvalorizam rapidamente, porque existe excessiva quantidade de oferta e mínima qualidade no que é oferecido. Vivemos em uma época onde a arte se transformou num artigo que é descartável ao mesmo tempo em que é algo de primeira necessidade para todas as pessoas, já que somos marcados por uma cultura onde diversas coisas representadas pelo signo de gêmeos são mais valorizadas, como indica o atual ciclo de conjunções entre netuno e Plutão, que está ocorrendo sempre em gêmeos. Comunicação, mídia, entrenimento: Essas coisas converteram-se em artigos de primeira necessidade na nossa sociedade.

A geração que nasceu com Plutão em Escorpião é a que marca com mais força esse movimento. As gerações de Plutão em Virgem e Libra já estavam adultas quando a internet tomou sua proporção mais global, e a geração escorpiana, que é a que vai se transformando em geração adulta de agora em diante, é a que estava em fase púbere ao longo deste processo. A geração de plutão em Sagitário é a que toma consciência do mundo quando o atual processo de distribuição do acesso livre a arte se conclui, é uma geração que toma consciencia de um mundo onde existe "fartura", sem que essa fartura seja algo significativo pra ela, o que  com certeza  é para a geração de Plutão em virgem por exemplo, que nasceu e se desenvolveu num momento em que haviam limitações muito maiores.



Mas o que eu quero apontar é a geração de Escorpião como pivô de todo esse processo. Ao contrário de Touro, signo oposto a escorpião que representa a concentração de tudo aquilo que representa valor, Escorpião é o signo que representa a troca, o escambo, o comércio e a distribuição, compartilhamento de recursos, troca de experiências, elementos que tendem a ser ampliados e exagerados pelo signo subsequnte, Sagitário.

Atualmente a pirataria se converteu em aliada do capitalismo e é o que pode restaurar um movimento de busca pela excelência em todos os sentidos. Se há acesso gratuito, ninguém vai pagar pelo que não tem valor, as pessoas experimentam os produtos porque estão saturadas de consumir lixo e comprar gato por lebre. Se você assiste um filme baixado pela internet antes de ir ao cinema ou de fazer um investimento num dvd, você terá a certeza de que estará investindo em algo que realmente tem qualidade. se você ouve as músicas de um artista e se você realmente gosta do que ele tem pra oferecer você se sentirá confiante e não se importará de fazer um investimento alto para ir ao concerto dele.  Dessa forma, vemos que algo que parecia perdido com a última passagem de plutão por sagitário que destruiu a qualidade de tudo em nome da quantidade e do exagero, agora com plutão em capricórnio é recuperado, vemos um movimento que visa a restauração da excelência, da qualidade.

Nota: Quando me refiro a "geração de Plutão em virgem" me refiro às pessoas nascidas entre 1957 e 1970. A geração de plutão em libra já é a geração das pessoas que nasceram quando plutão transitava este signo, entre os anos de 1971 e 1983. A geração de Plutão em escorpião nasceu entre os anos de 1983 e 1995, e a geração de Plutão em sagitário nasceu entre 1995 e 2008. De 2008 pra cá vemos plutão por Capricórnio, que até o momento passou por apenas 1/6 do signo. Plutão só sairá de capricórnio em 2022.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

marcelo dalla on 28 de abril de 2010 22:10 disse...

Olá meu amigo!!!!
Mais uma bela aula. Eu sou da geração de Plutão em Virgem. Tô ficando véio. rsrsrsrs
grande abraço

Anônimo disse...

Muito bom! Para mim é interessantíssimo verificar a aula na prática, pois sou Plutão em Virgem, meu marido Plutão em Leão e meus filhos,respectivamente, Plutão em Escorpião e Sagitário.
bjs
MylaCyrino

Marciel on 23 de novembro de 2010 00:50 disse...

Coincidência ou não, lá pelos idos dos anos 80, onde grande parte desta geração foi concebida, tivemos inicialmente Rádio Pirata sob a voz do RPM e depois TV Pirata, esquete de humor da Globo que durou entre 1988 e 1992.

Marciel on 24 de novembro de 2010 17:46 disse...

Mais uma coisa a se lembrar... Se formos considerar as posições "siderais" Plutão esteve durante todos os anos 80 na Balança.

E não custa lembrar que de qualquer forma, os processos de Plutão em Escorpião/Netuno em Capricórnio são um aprofundamento dos iniciados por Plutão em Libra/Netuno em Sagitário.

jENNIFER disse...

soou da geração
Plutão em escorpião HAHA


sol em ariessssssssssssssssssss, viva cazuza HOHO

Anônimo disse...

eu sou da geração plutão em escorpião e não entendi nada do q foi aí escrito pq não me interessei pela abobrinha e deu na telha comentar

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015