quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Saturno em Libra fica retrógrado




Ontem Saturno estacionou e mudou direção, entrando em retrogradação, fenômeno anual, mas nem por isso sem importância. A retrogradação de Saturno tem um significado literal de atraso, de “voltar atrás”, além de lentidão e obstáculos. Saturno Parou ontem ainda nos 4° Libra e no dia 7 de Abril a retrogradação fará com que ele retorne para o signo de Virgem. Quando chegar em 27° de Virgem, Saturno novamente estacionará e retomará seu movimento direto. Os momentos mais críticos são os momentos em que Saturno estaciona, e o momento da oposição entre saturno e Sol que este ano acontecerá entre 17 e 26 de Março. 

Enquanto estiver retrógrado Saturno fará aspectos muito importantes. O primeiro deles será logo de cara, no dia 1 de fevereiro (exato), uma aplicação mútua entre Saturno e Plutão em uma quadratura. Esta será a segunda vez que esses dois planetas se encontram em quadratura, a última foi em Novembro passado. Saturno e Plutão são planetas limiares. Plutão é o que representa o limiar, a transformação e a morte. Saturno tem um significado muito parecido, mas enquanto plutão simboliza lenta degradação seguida de repentino renascimento, Saturno representa limitações, constrições, severidade e carências que levam ao fim através da inanição. O resultado de uma quadratura envolvendo esses dois planetas leva a um clima coletivo de insegurança, pessimismo, medo e transformações profundas ou tragédias que afetam grande número de pessoas e que causam comoção em nível global. Isso se reflete no andamento da economia e mesmo nos relacionamentos interpessoais. Pessoas que por acaso recebem a influência direta desta quadratura nos seus mapas podem experimentar situações de perda, separações, mortes, etc, tudo o que entre neste sentido de limiar e degradação associado a quadratura, que é minguante, em signos saturninos, o que aumenta e agrava a sensação dos lutos conseqüentes.   

No dia 26 de abril o outro aspecto importante que ocorre é uma oposição exata entre Saturno e Urano, com Saturno em 28° de Virgem e urano em 28° de Peixes. Será a quarta vez em que ocorre um contato exato de oposição entre Saturno e Urano, e veremos ainda um quinto contato. Essa oposição é a grande caracterizadora da crise econômica mundial atual. Quando houve a primeira queda das bolsas em 2008, Havia esta oposição exata no céu. Essa oposição tem como característica também o clima pandêmico instaurado em função da gripe Suína. Vale lembrar que a última vez em que rolou a oposição entre Saturno em Virgem e Urano em peixes, no início do século passado, ocorreu a grande pandemia de Gripe espanhola. Com a tecnologia atual, ao que tudo indica a pendemia está sob controle e o vírus da gripe suína nem é assim tão mortífero. Na verdade o que tornou as proporções da gripe espanhola tão graves foi o fato de o mundo naquele momento ter atravessado a primeira guerra mundial. A imensa maioria das vítimas foram soldados feridos em campo de batalha, pessoas que eram obrigadas a viver em meio as ruínas e a miséria das cidades arrasadas pela guerra e o clima de medo e ignorância ante a doença nova. As condições para o tratamento das doenças antigamente eram muito mais precárias do que hoje, e por isso essa atual pandemia não teve chance de crescer tão voluptuosamente quanto cresceu a gripe espanhola.

Então desde 2008 o cenário celeste está ameaçador, e assim ele continua em 2010, com grandes eventos em termos de configuração celestes, ainda por ocorrer.
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

Maria on 14 de janeiro de 2010 09:43 disse...

Muito esclarecedor o seu texto, deu medo....
Obrigada Elias!

Christiane disse...

Elias meu amigo...

Como sempre bem elucidativo e esclarecedor. Vou ler várias vezes para compreender bem o momento que estou passando e é claro aprender mais...

Ainda volto aqui.

Grande beijo.

Sonia Beth on 14 de janeiro de 2010 11:44 disse...

Elias, muuito legal.

A quadratura Saturno/Plutão pega o meu Mercurio Natal. Em NOV, meu irmão faleceu.
Vamos ver né meu amigo, o que o destino nos reserva para o nosso bem.
abraços

Sonia Beth on 14 de janeiro de 2010 11:45 disse...

Ah , sim, gostaria de fazer um link com meu post do próximo sábado, ok?

abraços

Daniela Scheifler on 14 de janeiro de 2010 19:56 disse...

Muito bom o texto, Elias!

Luan on 16 de janeiro de 2010 12:38 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luan R on 16 de janeiro de 2010 12:40 disse...

"Pessoas que por acaso recebem a influência direta desta quadratura nos seu mapas podem experimentar situações de perda, separações, mortes, etc"

Dito e feito, poucas horas depois de eu ler o post. Com Plutão transitando sobre minha Lua não tinha como não ser. O acontecimento faz todo sentido dentro do contexto do mapa. Estou calmo, mas temo por mais coisa...

Texto ótimo.

Elias Mendes on 16 de janeiro de 2010 16:30 disse...

Maria, Chris, Daniela obrigado!

Sônia, claro que pode , aliás fico muito grato se fizer o link, desculpe não ter respondido antes. Sinto muito sobre o seu irmão, mercúrio é significador geral de irmãos mesmo, mas a coisa é ainda mais gritante se o seu ascendente for áries ou câncer, pois daí mercúrio seria o regente da casa 3 ....

Elias Mendes on 16 de janeiro de 2010 16:32 disse...

Luan, eu tenho um stelliun em Sagitário e ja fui "devastado" durante toda minha infância e adolescência pelas conjunções de Plutão. Você está numa idade de muita flexibilidade e ainda por cima é gemininoa. A grande questão, ao lidar com plutão, é saber ser felxível e principalmente perceber em você mesmo o que realmente precisa ser mudado. No fundo você tem sorte de estar vivendo este tipo de trânsito tão novo, significa que a tendência é que sua maturidade seja mais estável.

Maga on 3 de fevereiro de 2010 22:35 disse...

Tenho o Sol a 29o de sagitário. Plutão passou 3 vezes sobre meu Sol. Em 3 anos levou meu pai, levou o pai de meus filhos, e um companheiro de 5 anos. Não houve área da minha vida que não tenha sido praticamente destruida. Acredito que o trânstito de Plutão tenha sido tão devastador devido a um stellium que tenho em Escorpião, daí, deduzo que, quanto mais forte for a ênfase em escorpião, mais forte será o transito de Plutão.
Enfim... esperemos a tal renascimento. Se é que isso é possível, pois um trânstio desses não te tira tudo e tira também a esperança. É por isso que Danne Rudyar usa a expressão: " Plutão e a Experiência da Profundeza do Vácuo e da Recentralização"

Elias Mendes on 4 de fevereiro de 2010 04:01 disse...

" Plutão e a Experiência da Profundeza do Vácuo e da Recentralização"

Perfeita essa definição Maga. e de fato, plutão é implacável. dou graças a Deus por ter vivido os piores transitos da minha vida (relativos a ele) enquanto criança e adolescente, porque eu vejo que ele realmente não deixa pedra sobre pedra quando passa. mas ajuda muito quando você aceita e deixa as coisas antigas irem, e tem sede pelo novo.

Abraço

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015