sexta-feira, 3 de julho de 2009

Sol em Câncer e Ascendente em Leão



Você é uma pessoa forte, ativa e vital, que assume de forma natural o posto de comando ou a posição de centro em qualquer situação. Além disso é uma pessoa radiante, positiva, alegre e bem humorada, que encara a vida de frente, de forma honesta e muito positiva. Se for homem será muito masculino, se for mulher será muito feminina: É uma pessoa regida simultaneamente pelo sol e pela lua, os astros que representam na nossa psique de forma mais essencial as questões de gênero (o que é um homem e o que é mulher) e a menos que hajam conflitos envolvendo esses astros, você terá essa noção de forma muito clara e a viverá da maneira mais literal que existe. Entretanto, por mais forte que você se mostre, intimamente existe em você uma natureza muito insegura e passiva e ocorre frequentemente uma espécie de guerra psicológica em sua mente com você brigando consigo mesmo e se impondo sempre uma postura forte e dinâmica, independente do que clamam as suas necessidades mais internas, mais íntimas. E geralmente você não se atende e o que ocorre as vezes é que a sua postura externa soa para as pessoas algo agressivo ou exagerado demais: Elas não sabem, mas você age assim para compensar essa natureza canceriana que fica enjaulada em nome da manutenção da postura leonina do ascendente 24 horas por dia. É necessário, ao longo de sua vida, que você aprenda a alimentar não somente aquilo que você imagina que o mundo exige que você demonstre, mas também as suas próprias exigências internas.

George W. Bush



George Walker Bush (New Haven, 6 de Julho de 1946 às 7:26 AM) é um político dos Estados Unidos da América, foi o 43º presidente de seu país, havendo sucedido Bill Clinton em 2001, e sendo sucedido por Barack Obama em 2009. Bush foi o 46º governador do Texas entre 1995 e 2000. É do Partido Republicano.

Raul Seixas



Raul Santos Seixas (Salvador, 28 de junho de 1945 às 8:00 AM — São Paulo, 21 de agosto de 1989), conhecido por "Maluco Beleza", foi um cantor e compositor brasileiro, pioneiro do rock no país.

Frida Kahlo



Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón (Coyoacán, México, em 6 de julho de 1907 às 8:30 AM -Coyoacán, 13 de julho de 1954) foi uma pintora mexicana.

Filha do fotógrafo judeu-alemão Guillermo Kahlo e de Matilde Calderón e Gonzalez, uma mestiça mexicana. Em 1913, com seis anos, Frida contrai poliomielite, sendo esta a primeira de uma série de doenças, acidentes, lesões e operações que sofre ao longo de sua vida. A poliomielite deixa uma lesão no seu pé direito e, graças a isso, ganha o apelido Frida pata de palo (ou seja, Frida perna de pau). A partir disso ela começou a usar calças e depois, longas e exóticas saias, que vieram a ser uma de suas marcas pessoais. Ao contrário de muitos artistas, Kahlo não começou a pintar cedo. Embora o seu pai tivesse a pintura como um passatempo, Frida não estava particularmente interessada na arte como uma carreira. Entre 1922 e 1925 frequenta a Escola Nacional Preparatória do Distrito Federal do México e assiste a aulas de desenho e modelagem.
Em 1925, aos 18 anos aprende a técnica da gravura com Fernando Fernandez. Porém sofreu um grave acidente. Um ônibus no qual viajava chocou-se com um trem, acidente que fez a artista ter de usar vários coletes ortopédicos de materiais diferentes, chegando inclusive a pintar alguns deles (por exemplo o colete de gesso na tela intitulada "A Coluna Partida"). Por causa desta última tragédia fez várias cirurgias e ficou muito tempo acamada. Durante a sua longa convalescência começou a pintar com uma caixa de tintas que pertenciam ao seu pai, e com um cavalete adaptado à cama.
Em 1928 quando Frida Kahlo entra no Partido comunista mexicano, ela conhece o muralista Diego Rivera, com quem se casa no ano seguinte. Sob a influência da obra do marido, adotou o emprego de zonas de cor amplas e simples num estilo propositadamente reconhecido como ingênuo. Procurou na sua arte afirmar a identidade nacional mexicana, por isso adotava com muita freqüencia temas do folclore e da arte popular do México.
Entre 1930 e 1933 passa a maior parte do tempo em Nova Iorque e Detroit com Rivera. Entre 1937 e 1939 Leon Trotski vive em sua casa de Coyoacan. Em 1938 André Breton qualifica sua obra de surrealista em um ensaio que escreve para a exposição de Kahlo na galeria Julien Levy de Nova Iorque. Não obstante, ela mesma declara mais tarde: "pensavam que eu era uma surrealista, mas eu não era. Nunca pintei sonhos. Pintava a minha própria realidade".
Em 1939 expõe em Paris na galeria Renón et Colle. A partir de 1943 dá aulas na escola La Esmeralda, no D.F. (México).
Em 1953 a Galeria de Arte Contemporânea desta mesma cidade organiza uma importante exposição em sua honra.
Alguns de seus primeiros trabalhos incluem o "Auto-retrato em um vestido de veludo" (1926), "retrato de Miguel N. Lira" (1927), "retrato de Alicia Galant" (1927) e "retrato de minha irmã Christina" (1928).


Camilla, Duquesa da Cornuália



Camila, Duquesa da Cornualha (Camilla Rosemary, anteriormente Parker-Bowles; nascida Shand, em 17 de julho de 1947 às 7:10) é a segunda esposa de Carlos, Príncipe de Gales, o herdeiro aparente aos tronos do Reino Unido e de outros quinze países da Commonwealth.
Antes do casamento deles, ocorrido em 9 de abril de 2005, Camila tinha sido sua parceira de longa-data. Como consorte do Príncipe de Gales, Camila tinha direito ao título de Princesa de Gales; contudo não se encartou nesse título, usando apenas o título de Duquesa da Cornualha. Assim o título de Camila é oficialmente S. A. R. a Duquesa da Cornualha (Duquesa de Rothesay, na Escócia).
A Clarence House também anunciou que quando o Príncipe Carlos ascender ao trono Camila usará o título de Princesa-Consorte
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Lourdes on 9 de abril de 2010 20:56 disse...

Adorei!! Eu sou canceriana com ascendente em leão... estou sempre querendo parecer forte, e acabo sendo meio agressiva as vezes... na verdade, se formos nós mesmos, transparentes, seremos muito melhor!!:D

Gustavo Magalhães disse...

Na verdade, sempre me perguntava pq fraquejo de vez em quando. Percebi que é somente uma aguçação do lado canceriano, que aparece principalmente nos momentos de indecizão ou de mágoa. Daí surgem os conflitos internos mensionados acima (o que me faz perder muito tempo, as vezes), Leão querendo ser forte, Câncer indeciso e sensível.
No geral, acho Leão um ascendente muito bom para um sol em Câncer, pois se equilibram bem.
Minha lua é em Capricórnio, o que me dá frieza para organizar minhas deias, uma vontade de aprender por meus próprios meios e até um pouco de ceticismo, assim, consigo ficar por muito tempo absorto, sem expressão facial, porém com a mente trabalhando a mil, analizando o ambiente em que me encontro e qual será o próximo passo a ser dado. E sempre convivendo com abruptas mudanças de humor...
Mas gosto muito do meu signo, principalmente no ponto de vista de saber lhe dar com as pessoas... Saber compreender, entender as necessidades de cada um e principalmente, saber usar tais persepções para alcançar um objetivo (Ex: tenho facilidade de fazer com que as pessoa se abram comigo, sem nem ao menos dar a entender que queria que isso acontecesse...)
Gostei muito do artigo, descreve muito bem nós cancerianos de ascendente em Leão...
Abraço a todos

Elaine on 8 de janeiro de 2016 04:17 disse...

Também sou canceriana com ascendente em leão e lua em capricórnio 😍

Elaine on 8 de janeiro de 2016 04:18 disse...

Também sou canceriana com ascendente em leão e lua em capricórnio 😍

Beatriz Cornago Schadeck on 5 de novembro de 2016 23:36 disse...

Belo artigo acho que esses signos co seguem um equilíbrio e o ascendente em leão acaba por dar uma certo "pulso firme" pro canceriano. Ps: Canceriana com asc em leão e lua em capricórnio.

Karinthia Mayane on 6 de novembro de 2016 00:55 disse...

Sou canceriana com ascendente e lua em leão minha mae disse q eu tenho uma personalidade muito forte acho que è a lua leonina

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015