sexta-feira, 10 de julho de 2009

Sol em Câncer e Ascendente em Escorpião



Você tem uma personalidade muito intensa, complexa e essencialmente emotiva. Você é movido por emoção, por sensação e intuição. Tem uma vontade poderosa, e aborda a vida de forma muito cuidadosa e desconfiada, a preocupação com sua defesa e segurança em absolutamente todos os níveis recebe muita importância, com isso se refletindo inclusive no seu comportamento que é algo enigmático, você evita revelar coisas a seu respeito e nunca baixa a guarda, está sempre na defensiva como se um ataque pudesse vir de qualquer direção a qualquer momento. Esquecer é um verbo que não costuma figurar muito no seu dicionário, você tem grande dificuldade para superar e perdoar o que já passou, mas sua memória é igualmente aguda para todo tipo de experiência benéfica que você algum dia tenha vivido com uma pessoa. Você tem a habilidade de conquistar espaço entre as pessoas e age como a água, infiltrando-se, ganhando espaço e traçando um envolvimento íntimo onde você consegue despir a outra pessoa completamente e ainda assim se manter intacto em suas proteções. Isso pode fazer com que você ajude e aconselhe as pessoas, mas essa mesma habilidade lhe concede o poder de controlá-las e de ter armas que podem ser usadas contra elas. Você consegue isso porque raramente representa ameaça para as pessoas, devido ao comportamento sutil do elemento água que domina o seu temperamento e sua expressão. A intimidade tem uma importância muito grande, todos os relacionamentos da sua vida precisam ser profundos e intensos, se não você nem permite que o relacionamento se inicie. Tudo o que você faz em sua vida é com um “fazer verdadeiro”, com intensidade e resolução, e um quê de obsessão. Seu apego a coisas, situações e pessoas é tão intenso que o sentimento de luto pode se tornar uma constante em sua vida: cada coisa que termina é uma morte vivida em sua profundidade. Você precisa se acautelar com sua desconfiança que pode turvar seus relacionamentos, e com o medo que pode lhe fazer perder oportunidades. Confie em sua intuição, capacidade de compreender a vida em profundidade e em ter fé na transformação e de mais “votos de confiança”, e não espere tanto dos outros para evitar as decepções.

Robin Williams



Robin McLaurin Williams (Chicago-IL, 21 de julho de 1951 às 13:34) é um ator e comediante estadunidense, vencedor do Óscar, Globo de Ouro e o do Grammy. Antes da fama e respeito que tem atualmente, teve sérios problemas com drogas, mais precisamente com cocaína. Foi rebelde e participou de inúmeras festas regadas a muita droga, uma delas com John Belushi, poucas horas antes da morte dele por overdose. Atualmente, Robin Williams mora em San Francisco com a família e é amado e respeitado pela indústria de Hollywood.
Robin Williams ganhou o Oscar em 1998 na categoria de Melhor Ator Coadjuvante pela atuação em Gênio indomável. Robin Williams também entrou num episódio da série "Law & Order: Special Victims Unit", em 2008.
Casou-se com Valerie Velardi, em 4 de Junho de 1978 e teve um filho. Separou-se e casou com Marsha Garces Williams em 30 de Abril de 1989, e teve dois filhos. Eles se separaram em 2008.


Vin Diesel



Mark Sinclair Vincent, mais conhecido como Vin Diesel, (Nova Iorque, 18 de Julho de 1967 `ás 14:30) é um ator, roteirista e produtor de cinema norte-americano.A carreira de Vin Diesel iniciou quando ele foi aceite na companhia de seu pai e, em pouco tempo, ele já atuava em produções teatrais no circuito Off-Broadway.
Matriculou-se na Hunter College, onde estudava Inglês. Após 3 anos, o rapaz abandonou os estudos para se dedicar mais à sua carreira de ator, viajou para Los Angeles e, mesmo sendo um respeitado e experiente actor de teatro, ele não conseguiu impressionar ninguém em Hollywood e, após um ano de tentativas, volta para Nova York. A mãe deu-lhe um livro "Filmes ao Preço de Carros Usados", de Rick Schmidt. O livro demostrou a Vin que ele poderia controlar a sua carreira, fazendo os seus próprios filmes.
Conseguiu três mil dólares, escreveu uma história baseada nas suas próprias experiências e filmou em menos de três dias, a curta-metragem Multi-Facial (1994). O filme de 20 minutos foi escrito, produzido, dirigido e estreado por Diesel e mostra a vida de um aspirante a actor que, para conseguir um papel, finge ter uma nacionalidade diferente a cada teste que comparece, mas acabava sempre dando-se mal. O filme acabou por ser exibido no Festival de Cannes e ganhou alguns fãs de peso, entre eles Steven Spielberg, que anotou o nome do ator para, quem sabe, usá-lo num futuro próximo.
Feliz com o curta, voltou para Los Angeles e, através de uma campanha de telemarketing, conseguiu quase 50 mil dólares para financiar a sua primeira longa-metragem, "Strays"(1997) e, seis meses após o fim das filmagens, ele foi aceite para o Festival de Cinema de Sundance. Chamou mais uma vez a atenção de Steven Spielberg, que, ainda impressionado com a atuação de Diesel em "Multi-Facial", queria conhecê-lo. Foi convidado para ser um dos soldados comandados por Tom Hanks no premiado O Resgate do Soldado Ryan (1998), filme que ainda contava com Matt Damon, Edward Burns, Giovanni Ribisi e outros. Em 2000, Vin Diesel interpretou o anti-herói Riddick no filme Pitch Black.
Vendo o bom trabalho de Diesel, os produtores do filme Velozes e Furiosos (2001) resolveram dar a Vin Diesel uma personagem de destaque na sua nova produção. Diesel Interpretaria o antagonista do personagem interpretado pelo actor Paul Walker. Com o nome em alta, Diesel actuou na comédia de acção Filhos da máfia (2001), ao lado de Barry Pepper, Seth Green e John Malkovich. O seu próximo trabalho realmente colocou-o na elite de Hollywood, sendo o agente secreto Xander Cage de Triplo X (2002), também estreado por Samuel L. Jackson e Asia Argento, em 2004. Vin Diesel interpretou novamente o anti-herói Riddick no filme The Chronicles of Riddick.

Moraes Moreira



Moraes Moreira, nome artístico de Antônio Carlos Moreira Pires, (Ituaçu-BA, 8 de julho de 1947 às 13:00) é um cantor, compositor e músico brasileiro, integrante do movimento dos Novos Baianos. Moraes Moreira começou tocando sanfona de doze baixos em festas de São João e outros eventos de Ituaçu, o "Portal da Chapada Diamantina". Na adolescência aprendeu a tocar violão, enquanto fazia curso de ciências em Caculé, Bahia. Mudou-se para Salvador e lá conheceu Tom Zé, e também entrou em contato com o rock n' roll. Mais tarde, ao conhecer Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, formou o conjunto Novos Baianos, onde ficou de 1969 até 1975. Juntamente com Luiz Galvão, foi compositor de quase todas as canções do Grupo[1]. Um dos melhores álbums da história do Brasil . O álbum Acabou Chorare, lançado pela banda em 1972, foi considerado pela revista Roling Stone Brasil[2] um dos 100 melhores álbuns da história da música brasileira. Moraes Moreira possui 40 discos gravados, entre Novos Baianos, Trio Elétrico Dodô e Osmar e ainda dois discos em parceria com o guitarrista Pepeu Gomes. Moraes se enquadra entre um dos mais versáteis compositores do Brasil, misturando ritmos como frevo, baião, rock, samba, choro e até mesmo música erudita.Saiu em carreira solo no ano de 1975, e desde então já lançou mais de 20 discos. Na sua carreira solo, destacou-se como o primeiro cantor de trio elétrico, cantando no Trio de Dodô e Osmar, e lançou diversos sucessos de músicas de carnaval, no que se convencionou chamar de "frevo trieletrizado". Alguns dos sucessos dessa fase são "Pombo Correio", "Vassourinha Elétrica" e "Bloco do Prazer", dentre outras. Durante os anos 80 se afastou um pouco do carnaval baiano, devido a comercialização do carnaval baiano para a indústria do turismo. Compôs "O Brasil Tem Concerto", influenciado pela música erudita, e logo em seguida o especial para a MTV "Moraes Moreira Acústico", mais tarde transformado em CD. Em 1997, gravou um disco carnavalesco em que comemora seus 50 anos, "50 carnavais" e dois anos depois lança o disco 500 sambas em homenagem aos 500 anos de descobrimento do Brasil. No ano 2000 lançou o disco "Bahião com H", tocando o baião com seu característico sotaque baiano. Em 2003 completou sua trilogia que tinha como tema o Brasil, e incluía os três álbuns Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira (1979) e O Brasil Tem Concerto (1994) e Meu Nome é Brasil (2003). Em 2005 lançou o surpreendente disco "De repente", misturando hip hop com repente nordestino e o swing característico de seu violão. Em 2008 Moraes lançou o livro "A história dos Novos Baianos e outros versos" em que conta a história do grupo em literatura de cordel e curiosidades sobre as músicas de sua carreira solo, e sai em turnê pelo Brasil com o show homônimo, tocando os maiores sucessos de sua carreira e recitando trechos do livro, que em 2009 foi transformado em DVD e CD.

Helen Keller



Helen Adams Keller (Tuscumbia-AL, 27 de junho de 1880 às 16:02 — Westport, 1 de junho de 1968) foi uma escritora, conferencista e ativista social estadunidense.Nascida no Alabama, foi dos maiores exemplos de que as deficiências sensoriais não são obstáculos para se obter sucesso. Helen Keller foi uma extraordinária mulher, triplamente deficiente, que ficou cega e surda, desde tenra idade, devido a uma doença diagnosticada na época como febre cerebral (hoje acredita-se que tenha sido escarlatina). Superou todos os obstáculos, tornando-se uma das mais notáveis personalidades do nosso século. Ela sentia as ondulações dos pássaros através dos cascos e galhos das árvores de algum parque onde ela passeava.
Tornou-se uma célebre escritora, filósofa e conferencista, uma personagem famosa pelo extenso trabalho que desenvolveu em favor das pessoas portadoras de deficiência. Anne Sullivan foi sua professora, companheira e protetora. A história do encontro entre as duas é contada na peça The Miracle Worker, de William Gibson, que virou o filme O Milagre de Anne Sullivan, em 1962, dirigido por Arthur Penn (em Portugal, O Milagre de Helen Keller).Em 1904 graduou-se bacharel em filosofia pelo Radcliffe College, instituição que a agraciou com o prêmio Destaque a Aluno, no aniversário de cinquenta anos de sua formatura. Falava os idiomas francês, latim e alemão. Ao longo da vida foi agraciada com títulos e diplomas honorários de diversas instituições, como a universidade de Harvard e universidades da Escócia, Alemanha, Índia e África do Sul. Em 1952 foi nomeada Cavaleiro da Legião de Honra da França. Foi condecorada com a Ordem do Cruzeiro do Sul, no Brasil, com a do Tesouro Sagrado, no Japão, dentre outras. Foi membro honorário de várias sociedades científicas e organizações filantrópicas nos cinco continentes.
Em 1902 estreou na literatura publicando sua autobiografia A História da Minha Vida. Depois iniciou a carreira no jornalismo, escrevendo artigos no Ladies Home Journal. A partir de então não parou de escrever.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015