segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

O Sol



O sol é o centro do nosso sistema solar, é a estrela em torno da qual giram todos os planetas e corpos que compõe tal sistema. Em todas as religiões e culturas, desde as mais antigas, o sol sempre teve importância e foi cultuado por motivos evidentes. O sol é o grande provedor de luz e calor para o nosso planeta, o movimento da terra em torno do sol é responsável pelas estações do ano e a própria rotação da terra em torno de si mesma gera a alternância entre dia e noite, sempre que determinada região do globo estiver voltada para o sol será dia neste local. Assim vemos o quanto o sol é importante, por atuar como base para a definição da localização dos humanos no tempo. A maioria dos calendários tem base nos movimentos do sol e da lua, os chamados luminares. O sol por ser visível somente durante o dia é o luminar diurno. A lua, de acordo com sua posição relativa ao sol é o único luminar visível à noite, apesar de não ser sempre invisível ao longo do dia, ela é o luminar noturno. A manutenção da vida no planeta depende totalmente do sol, uma vez que a base da cadeia alimentar se encontra no reino vegetal que produz seu alimento graças à ação do astro rei, através da fotossíntese.

Para astrologia sem dúvida nenhuma o sol tem grande importância, apesar de não tanta quanto sugerem algumas vertentes modernas. A criação dos horóscopos de jornal e a popularidade dos signos solares divulgados em revistas podem levar a crer que o sol seria o fator principal, em termos psicológicos, a determinar o caráter de alguém, a falar de personalidade. Os fatores principais no mapa astrológico são Ascendente, lua e sol, com esses três fatores tendo peso igual em influência. O que levou a popularização justamente do signo solar, em detrimento da lua (natureza íntima, emocional, subjetiva) e do ascendente (o que é exteriorizado, as manifestações de comportamento, a personalidade propriamente dita)? Para determinar o posicionamento da lua com precisão é necessário o horário de nascimento da pessoa, pois a lua é muito rápida (permanece em média dois dias e meio em cada signo) e para o ascendente é necessário ainda um cálculo muito mais complexo. A única forma encontrada de tornar a astrologia popular foi através da astrologia do signo solar, os famosos horóscopos de jornal. Esta é uma criação relativamente recente e é interessante frisar que o signo solar é muito pouco, é praticamente nada pra se falar do caráter essencial de um indivíduo. O posicionamento dos planetas (todos e não só o sol) por casa e signo, os aspectos existentes, os dispositores, etc; o mapa astrológico é algo muito mais complexo. Mas o sol é simples se deduzir em que signo estava, basta você saber o dia que você nasceu e pronto, está resolvido. A questão é que o signo solar não fala da sua personalidade. Você vai descobrir muito mais sobre você mesmo analisando sua lua e seu ascendente, isso só pra começar. Mas por que é que as pessoas se identificam tanto com o signo delas (signo solar, diga-se de passagem)?



O sol pode ser considerado o centro do nosso mapa. Ele será simbolicamente a figura central, o doador de calor e energia. O pai e todas as figuras de autoridade são simbolizadas pelo sol. A palavra “importância” é chave pra se falar no sol. O centro da sua vida, aquilo que pra você é mais importante, é o que está simbolizado pelo sol. Então o sol não é você, mas ele é o seu centro, ele é aquilo que naturalmente tem muita importância, é algo na sua vida em constante estado de entronização. Todas as coisas representadas pelo signo onde estava o seu sol serão sacralizadas automaticamente por você, seus discursos sobre o que é a verdade, sobre o que é importante serão fortemente marcados por tudo aquilo. Haverá muita identificação da sua parte por todas as coisas representadas pelo seu signo solar, sem que necessariamente você seja aquelas coisas. Da mesma forma que os homens primitivos adoravam o sol justamente pelo seu caráter de evidência, por ser a representação essencial do que conhecemos como “poder” e “importância” (quando o sol nasce ele ofusca todos os demais planetas e estrelas), no nosso mapa teremos uma postura muito semelhante a desses ditos homens primitivos em relação a tudo o que está representado pelo sol.

Por representar justamente aquilo ao que damos tanta importância, nosso discurso pode ser permeado por estes significados solares arraigados, hiper conscientes que praticamente ofuscam a nossa verdade essencial (o mapa em si). Ficamos cegos diante daquilo que brilha mais, da mesa forma que os ditos homens primitivos ficavam diante do sol, ao qual inclusive encaravam como Deus. Não se espante quando estiver diante de uma pessoa completamente desmazelada, sem modos e espontânea, mas que tem um discurso pomposo sobre regras, normas, higiene e pequenos detalhes. Provavelmente você está diante de alguém que tem sol em virgem e ascendente em sagitário (só pra citar um exemplo).



Tradicionalmente o domicílio do sol é leão e a exaltação é Áries. Ter o sol em Áries significa dar importância para si mesmo acima de qualquer coisa, significa considerar o ato de se colocar em primeiro lugar e qualquer atitude iniciadora como algo primordial. Ter o sol em leão significa considerar todas as manifestações do eu como aquilo que existe de mais importante. Para o sol em leão deixar uma marca no mundo é a o que pode existir de mais essencial na vida. Portanto é bom o sol e um desses dois signos, não porque a pessoa será melhor por algum motivo mágico, mas porque ela dará importância para coisas precisam ter importância, importar-se consigo mesmo e com suas vontades mais do que com qualquer outra coisa é algo muito positivo, além de trazer mais benefícios. Diz-se que o sol está em detrimento quando está em aquário, e que o sol está em queda quando em Libra. O sol em aquário considerará importante a igualdade entre todos os indivíduos e a rejeição de toda e qualquer forma de autoridade: É algo que vai contra o princípio solar, que simboliza autoridade em si mesmo, e que não trás benefícios diretos para o indivíduo. O Sol em libra irá considerar a manutenção do relacionamento, o outro, mais importante do que ela mesma. Essa é a lógica das dignidades e debilidades no sol, nas dignidades as coisas certas são as que recebem importância, nas debilidades são as coisas que não trazem benefícios diretos para o indivíduo.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Valdemir Reis on 24 de fevereiro de 2009 19:17 disse...

Elias estou lhe visitando parabéns pelo excelente trabalho, seu Blog é muito interessante e harmonioso... Sucesso, fique com Deus.
Valdemir Reis

jhonatan on 3 de outubro de 2010 23:20 disse...

Boa noite, Elias estive "relendo" os tópicos dos planetas e luminares, que por sinal são hiper interessantes... Mas sera que algum dia, se vc puder, se te der vontade, se vc ver que realmente e necessário, vc poderia por gentileza, fazer posts sobre o porque o planeta tem exaltação e queda em determinado signo, como vc explica nos posts Sol e Lua, queria mais informações, inclusive sobre estes, porque pela internet é quase que impossível, encontrar informações de qualidade sobre o PORQUE DAS EXALTAÇÕES, DETRIMENTOS E QUEDAS. E basta que qualquer um leia uma estrofe no seu blog pra ver que vc tem o dom pra explicar astrologia. Tudo isso é claro se for possível, te peço por favor que pelo menos responda este comentário, seja pro "bem ou pro mau". Mas uma vez te agradeço pelo conhecimento transmitido, e pela atenção, Obrigado.

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015