quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Amy Winehouse



Amy Winehouse é sem dúvida a maior revelação musical desta década. É cair no clichê escrever o que quer que seja a respeito dela, e já li algumas interpretações feitas do seu mapa astrológico por alguns blogueiros. Não estou interessado aqui em escrutinizar a personalidade da moça, especialmente porque o horário de nascimento dela é desconhecido e ficaria uma análise muito incompleta, apesar de muita coisa ser reveladora quando se analisa apenas o mapa solar. O que pretendo aqui é tentar entender o atual momento dela e também ensaiar algumas projeções para o ano de 2009, baseado unicamente na data de nascimento dela.

Amy Winehouse nasceu no dia 14 de setembro de 1983. O sol esta em 21°virgem, e ao longo de todo o dia tem orbe de conjunção com a estrela Denébola. A lua está praticamente o dia inteiro em sagitário, mas caso Amy tenha nascido a noite, após as 21:30, sua lua pode ser capricórnio. A probabilidade de ela ter lua em sagitário é muito grande, então vamos supor que ela realmente tem lua em sagitário. Mercúrio está retrogrado em 23° Virgem, conjunto ao sol. Vênus em movimento retrógrado e estacionário está em 23°Leão. Marte está em 20° Leão. Júpiter em 4° Sagitário, e Saturno 1° Escorpião. Urano em 5° sagitário (conjunto a júpiter), Netuno em 26° Sagitário(conjunto a lua) e plutão em 27° Libra.



A carreira de Amy ganhou projeção mundial a partir do final do ano de 2003, com o lançamento do álbum “Frank”. Saturno ingressara em Câncer, afastando-se de gêmeos onde formou quadratura com o sol de Amy e oposição com sua lua. O planeta Urano havia ingressado em Peixes, e Júpiter estava em virgem, levando crescimento e otimismo para a vida da artista. Sem grandes sobressaltos neste momento inicial, com boa recepção da crítica. Mas foi em 2003 que os planetas geracionais começaram a transformar a vida de Amy, começando por plutão que iniciou o trânsito de trígono com marte e quadratura com o sol da cantora.

Em 2004, Amy recebeu os primeiros prêmios da crítica, que elogiou muito seu trabalho comparando sua voz com cantoras consagradas, e enaltecendo sua indiscutível originalidade. Ao longo de 2004, Júpiter estava em virgem, onde Amy tem o sol, e o planeta saturno, no signo de câncer formava sextil ao sol e a mercúrio da cantora. Urano em quadratura com urano era o arauto de mudanças irreversíveis na postura da cantora diante da vida: Ela definitivamente tornava-se adulta. E plutão atingia pela primeira vez o grau exato de quadratura com o sol e com mercúrio, e o trigono com a conjunção marte Vênus , que se estenderia até 2007.

Em Outubro de 2006 a cantora lança seu segundo álbum, “Back to Black”. Sucesso estrondoso, este foi o álbum mais vendido no ano de 2007 e rendeu diversas premiações para a cantora. O trânsito de plutão em seu auge obrigando a cantora a lidar com o peso e a responsabilidade da fama. Saturno estava em conjunção com Marte e vênus natal da artista, limitando sua espontaneidade, tornando sua rotina rígida e limitada. Ao mesmo tempo O planeta Netuno iniciava a oposição com a mesma conjunção vênus-marte, estava deflagrado o conflito: O peso, a limitação , a confrontação e a necessidade de manter uma postura versus o pânico, a vontade incontrolável de fugir da realidade.



Em 2007 a fama de “Junkie” de Amy Winehouse já estava disseminada, mas enquanto saturno estava em conjunção com os planetas leoninos (o que durou até agosto de 2007) ela conseguia se manter firme, encarando as responsabilidades, trabalhando duro em turnês. Mas netuno já havia se infiltrado de maneira irreversível e as conseqüências disso ficaram ainda mais visíveis quando saturno ingressou em virgem. Vale lembrar que em algum momento desses anos plutão formou conjunção com a lua de Amy Winehouse, o que interpreto como a revogação do direito a intimidade, imposto pela fama. A vida privada de Amy vem sendo desde 2007 até hoje alvo preferencial de diversos tablóides, que exploram os problemas pessoais da cantora com seu marido e com o uso de drogas. É também bem típico da lua em sagitário essa incapacidade de manter a própria privacidade intacta.


Ao longo de 2008 a imagem pública de Amy foi convertida permanentemente de cantora-prodígio-nova-sensação para a alcunha de Junkie número 1, de “Diva-cadente”. O trânsito de netuno estava pleno, em seu auge, o trânsito de plutão estava em fase de conclusão com a saída deste planeta do signo de sagitário (signo predominante no mapa de Amy pela ênfase mutável + fogo), e o Planeta urano iniciava a oposição com o sol e com mercúrio da cantora. Ao escapismo e ausência de controle e foco típicos do trânsito de netuno, é acrescentada as situações anormais, fatos inesperados, o nervosismo, a loucura dos trânsitos tensos de urano.



Perspectivas: Neste ano de 2009 os trânsitos de netuno terminam, assim como os de Urano. Saturno em conjunção ao sol e a mercúrio da cantora promete colocá-la novamente nos eixos. No fim do ano Urano vai estacionar em oposição exata com o ponto médio da conjunção sol mercúrio, e netuno em oposição a vênus, o que promete trazer mais tensão. Entretanto, de acordo com a última reportagem que li sobre Amy, ela afirma o seguinte: “Vi uma foto minha em um jornal e fiquei horrorizada. Disse a mim mesma: ‘garota, você precisa se cuidar ou vai morrer’”, revelou Amy. “Eu estava deprimida, as drogas estavam acabando com a minha vida. Minha casa era um inferno, não tinha escapatória. Havia drogas em toda parte”. Ela tem composto novas músicas e promete um álbum para 2009. Aparentemente, saturno no caso de Amy está promovendo um efeito de verdadeira limpeza. Ficamos na torcida, esperançosos de que essa moça brilhante realmente encontre o seu eixo e continue produzindo e cantando indefinidamente, e que saturno exerça seu poder estruturador, para o bem de Amy.

Comentários
12 Comentários

12 comentários:

Luciana disse...

Muito boa análise Elias, eu sou fã dessa incrível Cantora e quero muito que ela se estruture novamente.

gabrieljacomel@yahoo.com.br on 22 de janeiro de 2009 14:36 disse...

eu jogo todas as minha fichas no Ascendente em Escorpião!

António Rosa on 27 de janeiro de 2009 18:42 disse...

Elias, uma análise muito interessante e bastante significativa.

Renata on 30 de janeiro de 2009 22:02 disse...

Nossa! Por esta sua análise astrológica a conclusão a que cheguei é que somos simples folhas ao sabor dos ventos. No caso ao sabor dos astros! Sem livre-arbítrio, sem responsabilidades, sem culpa!

Elias Mendes on 30 de janeiro de 2009 22:10 disse...

claro que não querida renata! somos todos absolutamente livres! fazemos absolutamente tudo o que queremos, somos completamente imunes as mais diversas leis da natureza! Experimente atirar-se da janela do vigésimo andar de um prédio =) fazendo uso do seu livre arbítrio e da sua vontade, certamente você não se espatifará no chão, pelo contrária, sairá voando como uma linda andorinha.

Simone disse...

Acho que Livre arbítrio existe sim, mas com algumas limitações. Não podemos escolher nossa origem e apenas nisso já existe uma forte ponta de pré-determinação.

Acho que a Amy fez as escolhas dela, mas até quando fazemos escolhas as opções a serem escolhidas são limitadas!

Simone disse...

Quase ia me esquecendo, excelente análise!

Elias Mendes on 31 de janeiro de 2009 15:24 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Verônica disse...

super análise , Deus ouça suas palavras e que o trabalho de saturno se cumpra!

Namastê

Anônimo disse...

Faz análise da Madonna!!!!!

Astrolleo on 18 de setembro de 2009 23:01 disse...

O site http://gostei.abril.com.br/frame/index/mapa-astral-amy-winehouse-exuberante-talentosa-compulsiva informa o horário de 12h56' (a.m.), o qual achei bem pertinente: um Ascendente no final de Escorpião, com Júpiter e Urano em Sagitário abrindo a carta...

CAFA on 28 de março de 2012 02:03 disse...

acho que o ascendente dela é aquario...tipo de ascendente que nao me atrai ja que o meu é touro.

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015