segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Aquário





Aquário reage ao estágio capricorniano negando tudo aquilo que foi erigido ao longo de todo um ciclo. Capricórnio é a representação do máximo a que determinada coisa pode ser desenvolvida, é o auge, o ápice e também um estágio que indica um progressivo processo de senilidade. A idéia surgida em Áries, desenvolvida em leão e expandida em sagitário chega ao estágio capricorniano com o epíteto de ultrapassada. Sem mais o que progredir, uma vez que todas as possibilidades foram gastas em sagitário, só resta à opção de manter a coisa de pé durante o máximo de tempo que for possível. Porém essa manutenção torna-se opressiva, impede a evolução, retarda o progresso. Aquário surge para destruir tudo o que é velho, abrindo caminho para o novo. Aquário é o signo que amplia a liberdade ensaiada em sagitário, mas aquário representaria algo além, representaria uma absoluta independência e uma quebra com qualquer obrigação para o que quer que seja antigo. A palavra de ordem agora é a renovação.



Aquário é um rompante violento e imprevisível, associável a intensidade de um tornado e a instabilidade de um raio. Nesse estágio a ação é completamente fria e moldada em um idealismo perfeccionista, que não concede espaço para o aspecto humano, passível de erros. A ação aquariana é inadiável e surge sem aviso prévio. Algo está excessivamente velho, tornou-se opressivo e hostil para a continuação do desenvolvimento. Esse algo precisa ser removido para que o ciclo tenha sua continuidade. A sabotagem, a sedição e a revolução são manifestações precisas do que vem a ser a ação aquariana. É o desabamento do ciclo sobre si mesmo, é como uma célula caquética que de uma hora pra outra assume funções autofágicas e se autodestrói em nome da continuidade.



A loucura surge em aquário, mas esta “loucura” é absolutamente necessária agora e se configura na mais perfeita lógica. Essa ação aquariana só é considerável louca na medida em que o ciclo esta a se desenvolver. Mas ela se torna necessária toda essa inconseqüência e anseio pela liberdade, o desprendimento com a ordem, o desdém pelo tradicional e o anseio pelo futuro. Tudo o que se planeja e deseja agora é um novo modo de agir, um novo plano de ação que enterre definitivamente tudo o que o outro ciclo representou no passado. É, definitivamente o pontapé inicial para a criação do novo. Mas aquário ainda não é este novo.



Aquário é ainda um estágio coletivo. A ação em nível coletivo é iniciada em Libra, momento em que se toma consciência da existência de todos. Continua em Escorpião, onde os laços ensaiados em Libra se efetivam, mas acaba por surgir uma espécie de prisão nas alianças escorpianas. Em Sagitário as alianças se desfazem e o indivíduo é livre pra explorar a coletividade como um todo. Em Capricórnio já não existe nada a ser explorado, todos os limites já foram escrutinizados e o indivíduo chega a uma espécie de auge de si mesmo, onde tudo o que havia pra ser aprendido e ensinado já o foi feito. O indivíduo é então mestre de si e passa a querer servir como mestre e modelo para os outros, com o objetivo de que todos se tornem mestres e esse epíteto perca sua razão de ser. Apesar de ainda ser coletivo, Capricórnio é o signo que inaugura a zona pessoal do zodíaco (que culmina em Áries), onde o indivíduo é mais importante que o relacionamento em si.



Aquário torna ainda mais intensa essa necessidade do encontro de si mesmo, e apesar de ser o estágio mais complexo no setor coletivo é o que inicia efetivamente a aproximação do indivíduo com a sua própria verdade pessoal. No estágio aquariano o indivíduo se da conta de uma maneira muito lúcida do que vem a ser o movimento coletivo: É o movimento em direção a si mesmo. É interessante o fato de que no estágio oposto, Leão, a consciência era de que, o indivíduo, inserido no estágio individual, se era alguma coisa, o era para os outros. Não é difícil entender o porquê de o sol ter seu detrimento em aquário: O eu, neste estágio, não é mais importante do que o coletivo, é a consciência de que no final, todos são iguais e tem direitos iguais porque são iguais em essência, é o estágio onde não se admitem privilégios e é abolida a figura do mestre.



Libra e Sagitário se rejubilam no estágio aquariano. O ideal aquariano da liberdade e da igualdade fascina Libra, que é a coletividade em essência. As regras aquarianas colocam todos no mesmo patamar em termos de relacionamento, sem hierarquias, sem mestre-servo, vítima-salvador. Aquário é o relacionamento de igual para igual, é a amizade, a união sem compromisso e fraternal. E do ponto de vista sagitariano, aquário é o ideal de liberdade de forma ampliada, onde o sagitário se expressa da maneira mais plena.



O estágio aquariano cria, portanto, em meio à rigidez e austeridade de um império decadente (instaurado em leão e levado ao seu máximo em Capricórnio) a liberdade e a oportunidade de manifestação do novo, sabotando as estruturas do antigo regime e levando-o a ruína. A liberdade é inventada em aquário e a novidade é intensamente almejada aqui, mas esta só chega em Áries. Mas antes da instauração do novo, as conseqüências do que acontece em aquário precisam ser enfrentadas. A quebra das estruturas e o desabamento do ciclo originam o caos, enfim, o estágio pisciano do expurgo e finalização do ciclo.

Comentários
19 Comentários

19 comentários:

shoggoth disse...

é um fardo ser aquariano às vezes. as pessoas costumam zombar e tirar pra estranho pra um tempo depois começar a fazer o mesmo -_- mas não consigo imaginar como uma pessoa consegue não ser aquariana =)

Elias Mendes on 29 de dezembro de 2008 15:06 disse...

pois é amigo ...o aquariano passa por louco até a hora em que chega o momento dele , onde ele se torna aquilo que existe de mais necessário. Quem tem a força suficiente pra criar a liberdade é aquário. ele é o grande responsável pela renovação dos ciclos.

E a tua hora ta chegando!

Madalena on 29 de dezembro de 2008 15:09 disse...

Muito bom...
me senti abençoada pelo meu AC Aquário.
Vc expos muito bem a situação, o caos criado pelo aquariano realmente precisa de um tempo para ser assimilado , até mesmo pelo próprio que o criou...
Elias, uma vez li não lembro onde, que o aquariano toca fogo no circo, e no meio do desespero geral, ele levanta calmamente, vira as costas e vai embora.
Não há maldade neste gesto , é apenas o simbolismo do novo que deve ser instaurado, custe o q custar.

maria lucia on 29 de dezembro de 2008 18:11 disse...

Oie Elias.
Eu convivo com um mega aquariano. Ele tem sol, mercurio, venus, marte, jupiter e saturno dividos em suas casas 8 e 9.
Ele tem idéias malucas e as pessoas não acreditam nele...
Ele coloca fogo na fogueira, como disse a Madalena, mas arregaça a manga e faz, passa em cima dos outros com toda sua rebeldia e depois fica todo inchado...dizendo eu sabia e uma avisava...Deve ser urano em leão buscando os louros...rs
Muito bom texto.
Bjs Lúcia

Marcelo Germinário on 30 de dezembro de 2008 12:43 disse...

Parabéns pelo texto, Elias.
Consegui fazer uma boa analogia com Urano q está passando pelo meu ascendente e transformou minha vida num caos e tbm com o ciclo Urano-Saturno q se iniciou em 1988.
Como geminiano sempre me dei muito bem com os aquarianos e conversando com eles sempre damos uma viajada bem legal..rsrsrs

Angela... on 30 de dezembro de 2008 19:38 disse...

"Aquário reage ao estágio capricorniano negando tudo aquilo que foi erigido ao longo de todo um ciclo."
Pra mim, essa é a melhor definição de Aquário porque ao mesmo tempo que evidencia a quebra das estruturas, a busca pelo novo, mostra também o seu papel destruidor da ordem.
Acho importante que se fale de todos os lados, como você tem feito: a ordem saturnina é importante, a sua destruição para dar lugar ao novo também. Tudo faz parte do ciclo e nenhum estágio é melhor que o outro.
Acho que seu texto tem sido imparcial, abordando vários aspectos dos signos, e estes como parte de um ciclo. Muito legal!

J. Panda on 2 de janeiro de 2009 00:23 disse...

texto de um mercurio muito exacto.
elias- escreve um livro de 1000 pag... lol

aquario- parece que chega pra ser a pincelada final, o simétrico do leao(1,criaçao), todo o Cosmos respirando, com 1001 nuances, a Verdade. Mas, peixes é quem guarda a "compreensão absoluta", o "invisível", o "interior do interior do interior do interior do.... Ser".

( palavras de um Urano e Neptuno na casa 1, Urano em escorp, Neptuno em sagitario. Se Urano vê e entende, Neptuno sente e sabe. :)
p.s.: os 5 planetas em Balança ajudam nestes comentários... lol )

a b r a ç o 009

bittersweet on 2 de janeiro de 2009 06:13 disse...

olá! eu tenho uma dúvida muito grande a respeito do meu ascendente, será que você poderia me ajudar? em alguns programas e sites diz que é escorpião e em outros sagitário. nasci em 13 de setembro de 1989, às 10 da manhã, em ponto. ah, feliz ano novo! =]

bittersweet on 2 de janeiro de 2009 06:16 disse...

já ia esquecendo, em brasilia, df.
=)

Elias Mendes on 2 de janeiro de 2009 08:08 disse...

Obrigado a todos pelo feedback =D Fico muito contente que tenham gostado. A Ângela disse : "Acho que seu texto tem sido imparcial, abordando vários aspectos dos signos, e estes como parte de um ciclo." . É exatamente isso que tenho tentado fazer, tentar passar a mensagem essencial do signo, me desvencilhando um pouco do teor psicológico e mergulhando mais no simbólico mesmo.

Elias Mendes on 2 de janeiro de 2009 08:09 disse...

Bittersweet, achei pra você ascendente em 27° Escorpião, com lua em 23°Aquário.

Olga on 2 de janeiro de 2009 21:52 disse...

Elias, vc está cada vez melhor. Adoro o que vc escreve.
Olga

Wilma on 2 de janeiro de 2009 23:53 disse...

Olá Elias, descobri s/blog depois de tanto ouvi sobre Plutão em Capricornio, e como sou capricorniana, estou muito interessda em saber mais e mais. Confirme pra mim, foi em janeiro de 2008 ou será agora que Plutão terá mega influência sobre o signo de Capricórnio?

Elias Mendes on 3 de janeiro de 2009 19:27 disse...

Olá wilma


Plutão entrou em Capricórnio em Janeiro de 2008, retrogrediu e voltou para sagitário em junho de 2008, estacionou, ficou direto e entrou finalmente em Capricórnio em Novembro de 2008. Desde e o primeiro ingresso de plutão no signo de capricornio ele ja exerce forte influência no signo SIM, mas não exatamente nas pessoas de capricornio. Essa influência será mais forte a depende do grau em que a pessoa tem seus planetas capricornianos , e insurgirá na vida delas as transformações a medida em que plutão for passando por estes graus.

Super Lin on 22 de agosto de 2009 13:30 disse...

A questão da imparcialidade, gosto muito. Aquário não é egoísta, não é pessoal e cobrador, ele simplesmete ti acha digno por algo, simplesmente por você ser humano como todos, e apesar de seus feitos, ele caminha humildemente entre todos, sem se vangloriar.
A criatividade, é algo muito divertido e encantador.
A diversão (Leão) caminha ao lado da criatividade (Aquário).

Saturnino Estrada on 7 de setembro de 2009 22:09 disse...

Apesar de ter o sol em Aquário na quinta casa, sinto muito mais a influência de Capricórnio na quarta casa, eis que tenho aí Vênus, Mercúrio e Lua.
Sendo o sol é algo que se busca, questiono a excessiva importância que se dá ao signo solar. Dizer que alguém é "assim ou assado" porque é leonino ou aquariano é duvidoso.
A influência do ascendente na personalidade é muito mais intensa pois da o tom da visão de mundo da pessoa, e, a partir disto, influencia suas reações e conduta.

Elias Mendes on 8 de setembro de 2009 02:22 disse...

totalmente de acordo com você, Saturnino. Abraço!

nathalia on 18 de setembro de 2009 00:56 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Oi Elias, esta é a primeira vez que entro neste site!! "rs" , Sou aquariana, e por sinal gostei muito do texto exposto. Concordo totalmente com vc! Nós Aquarianos representamos á liberdade, o novo, eu mesma adoro mudanças, e não costumo me importar com terremotos, ou coisas do tipo.. afinal, se caso aconteça uma catástrofe ótimo! até pq.. eu não seria a única á virar fumaça, pos o mundo todo iria junto, o que traria união á todos. "rrsrrssrrs" beijos !

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015