terça-feira, 11 de novembro de 2008

Salvador Dali






Salvador Dalí nasceu no dia 11 de Maio de 1904 às 8:45 da manhã na cidade de Figueras, na Espanha. Taurino, com ascendente em Câncer e uma lua angular em Áries, foi uma pessoa bastante excêntrica e um dos maiores pintores do século XX, sendo considerado o nome mais importante do surrealismo, com obras que aliavam o excêntrico a um impecável senso de estética. Ele tinha a perfeição dos traços, formas e uso perfeito das cores associado a uma temática altamente experimental e inovadora. Podemos ver o mapa dele logo abaixo:








Dali sobre sua obra: “… Estou pintando quadros que me fazem morrer de alegria, estou criando com absoluta naturalidade, sem a menor preocupação estética, estou fazendo coisas que me inspiram com uma profunda emoção e estou tentando pintá-los com honestidade.”



"As duas coisas mais felizes que podem acontecer a um pintor contemporâneo são: primeiro, ser espanhol, e segundo, chamar-se Dalí. Ambas me aconteceram", dizia, com sua insuperável capacidade para o marketing pessoal. "Todas as manhãs eu experimento uma delicada alegria - a alegria de ser Salvador Dalí - e me pergunto, em êxtase, que coisas maravilhosas esse Salvador Dalí vai realizar hoje?"




Dali tinha o sol conjunto a mercúrio e marte no terceiro decanato de touro, sendo esta conjunção disposta por uma Vênus dignificada, estando os 4 planetas posicionados na casa 11. A base da personalidade de Dali e as características principais de sua obra já são expressas por esta configuração. Touro é o signo que nos fala justamente do aspecto mais sensorial da vida, do apego aos prazeres e as sensações, da deificação da beleza e da capacidade de materializar com precisão seus pensamentos. A casa 11 é uma das mais benéficas, e a pessoa que tem ênfase nesta casa é idealista, atuante em seu meio social, consciente da coletividade, mas o mais importante, ciente da sua posição como indivíduo nesta coletividade. Esta é uma casa que nos fala também dos amigos e da ajuda que obtemos ao longo da vida, e Salvador Dali teve durante toda sua existência uma vida abastada, sem grandes sobressaltos.







A excentricidade de Dalí é apontada pela quadratura exata entre sol em touro e saturno em aquário. Saturno em aquário pode representar o medo da vulgaridade, ou medo de que a pessoa não passe de mais uma pessoa normal e insignificante. Dali sentia uma necessidade muito grande de inovar, de ser diferente, de causar um impacto nas pessoas, e sua personalidade refletia muito bem este conflito, porque Dali exercia seu surrealismo em si mesmo e em sua conduta social, agressivamente chocante e desconcertante.



O ascendente em câncer de Dali era bem atípico, porque era regido pela lua em Áries angular que é incisiva, imponente, empreendedora, inovadora, pioneira, agressiva e indisfarçadamente egocêntrica. Salvador Dali era apaixonado pelo que fazia e um grande apaixonado por si mesmo. Júpiter em Áries é o almuten figuris do mapa, e da ainda mais ênfase a paixão que Dali tinha por si mesmo, acentua o aspecto empreendedor a ambicioso e conferia a ele certa influência em termos sociais e políticos. Júpiter é o grande benéfico, e sendo portador de um Júpiter tão fortificado, Dali ao longo de sua vida inteira caiu nas graças de pessoas influentes do meio político e midiático.



Comentários
3 Comentários

3 comentários:

FF disse...

Pois é, Elias, não sei é da casa 11 ou do ascendente em Câncer, mas eu vejo muita generosidade nele também.

Tem a história dele com a esposa, Gala, por quem ele se apaixonou à primeira vista de uma forma arrebatadora, acolheu sua na vida com muito amor e fez dela a sua musa inspiradora.

A paixão dele por si mesmo era forte, mas ele nunca deixava a Gala em segundo plano, tanto é que quando criou a sua fundação, colocou o nome de Fundação Gala-Salvador Dali (com o nome dela antes).

Ele era um espírito refinadíssimo, muito esclarecido, não só em questões de arte, mas de pensamento, de lucidez espiritual.

Esse cultivo da auto-imagem, ou marketing pessoal como vc diz (Lua em Áries?) só me faz pensar no respeito que ele tinha por si mesmo, pelo gênio que ele realmente era. Não tinha medo da propria loucura, da propria individualidade... todos os dias ele experimentou conscientemente o prazer de ser Salvador Dali. E é o que todos nós devíamos fazer também!

Olha, pra mim não há nada mais que Deus ou a Natureza apreciem tanto do que o respeito da pessoa por sua propria individualidade. É por isso que a coisa dele fluía tão bem e tão divinamente.

Ele viveu muito bem esse eixo 11-5, né. Pra vc viver BEm dentro de um grupo, precisa passar pela individuação, encontrar sua propria verdade, para levar ao grupo o que vc tem de melhor.

Madame Celeste, on 12 de novembro de 2008 18:31 disse...

hehehe... Tenho observado que pessoas com ênfase ou ASC em Câncer e aspectos lunares tendem a ser bastante excêntricas... não aquela massa quietinha que muitos apontam. Todo seu trabalho demostra um acúmulo de informações emocionais e intelectuais, bastante referencial, ainda mais tão próximo do MC, cada vez mais ficou absorvido por seus ciclos interiores.

Mauricio Pedrosa on 14 de junho de 2012 13:32 disse...

Sem desmerecer as análises acima, certíssimas, a primeira coisa que pensei em ver no mapa de Dali foi a posição de Urano. Os motivos são óbvios para quem conhece sua obra. De fato, Urano ocupa uma posição de destaque. Único planeta no hemisfério norte, compondo a alça de um balde, ou, se preferirmos, o oriental de uma locomotiva, muito aspectado, transmite inquietação e tensão à lua regente do ascendente. Na minha opinião Dali foi antes de tudo um grande artista Uraniano.

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015