domingo, 20 de julho de 2008

Touro







Em touro o novo está estabelecido e não é mais novo. Já é tradicional, normal, básico, incorporado, enrijecido, mas ainda não é trabalhado ou desenvolvido: apenas fixado. É touro, portanto o estágio de solidificação daquilo que é concebido em Áries. Este signo simboliza a segurança, a durabilidade e é quem traz o conceito de valor e apego, extremamente necessário para garantir a sobrevivência da idéia ariana, tão frágil e rudimentar. Touro é o estágio onde nos acostumamos com determinada coisa e aquela coisa nos proporciona conforto, prazer e nos deixa seguros, pois sabemos que ela sempre estará ali (até o momento em que escorpião chega pra acabar com a boa vida, mas isso é mais a frente).



Podemos dizer que touro é o grande objetivo de Capricórnio. Capricórnio como ápice de um ciclo, simboliza a conscientização da queda iminente, é o momento onde se começa a preparação para a finalização e também para o estágio de condições rudimentares representado por Áries, onde tudo é novo e incerto. A sensatez capricorniana, que pode ser interpretada como pessimismo e má vontade em alguns momentos, induzem ao impulso de guardar e se preparar para o fim que se aproxima, e é uma busca pelas condições simbolizadas por touro, de segurança e solidez. Aquário da início a incerteza prenunciada em capricórnio, a ordem que se tinha antes perde o seu valor e o que ocorre é uma desvalorização generalizada do que se tinha como “o certo” e uma liberação total em termos de valores, onde a própria palavra valor fica um tanto incoerente. Em aquário as coisas são abruptas, mudam muito rapidamente e fica impossível se manter qualquer coisa. O jeito é permitir que as coisas ocorram de uma vez, da maneira que elas têm que ocorrer.




Neste ponto chegamos em Peixes e aqui observamos de que maneira Touro pode ser uma conseqüência de peixes: A ação aquariana gera certo sofrimento porque é fria e iconoclasta, derruba valores e traz incerteza. O apego aos valores antigos gera sofrimento quando estamos neste estágio, portanto em Peixes aprendemos o desapego aos valores antigos e a aceitação do novo que ainda está por vir, para que a segurança (touro) venha logo de uma vez.



Enquanto estamos estacionados, estamos em touro. Touro não vai além da solidificação e sua conseqüência natural é o tédio. Sua função é fixar os alicerces do ciclo que está apenas começando. Outros irão desenvolver isso melhor, e jamais passa pela cabeça taurina a idéia de fim. Finalizar não é com touro, este signo quer que tudo dure eternamente. Trata-se do impulso de manter as coisas, algo essencial para garantir a sobrevivência, mas algo que pode ser nocivo ao conceito de desenvolvimento.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015