sábado, 12 de janeiro de 2008

Lilith e a Velocidade da lua




A Lílith, ou lua negra, é um ponto astronômico associado ao perigeu e ao apogeu lunar. O apogeu é o ponto em que lua encontra-se mais distante da terra, e assim sua velocidade aparente é menor. O perigeu, ao contrário, seria o ponto onde a lua encontra-se mais próxima da terra, sua velocidade aparente, portanto, é bem maior. A velocidade atingida pela lua em seu perigeu é de aproximadamente 15° por dia (um pouco mais que isso), e a velocidade da lua no seu apogeu é de aproximadamente 11°50’ por dia (um pouco menos do que isso). Chegamos assim, a conclusão de que a lilith está intimamente ligada a velocidade da lua. E sabe-se que a velocidade lunar é um fator importante na interpretação astrológica da lua.



Extraindo informações de alguns textos, chego às seguintes informações:
“Uma lua rápida capta tudo o que está mais além dos padrões conhecidos, por isso, sua percepção é abrangente. Enquanto que uma lua natal lenta possui suas atenções enfocadas apenas em suas motivações e condicionamentos pessoais, e tudo o mais é desprezado ou simplesmente ignorado.”
“A velocidade da lua no dia do nascimento também informa sobre a capacidade individual de adaptação ao meio ambiente. Com a lua rápida, o impulso é atuar, as reações são instintivas, prontas e diretas. Já com a lua lenta, as reações ocorrem de maneira lenta, recuada e defensiva.”



Uma lua rápida teria maior capacidade de compreensão, aja visto que ela consegue ter uma visão mais ampla dos fatos, pois o nativo necessariamente tem a lua num signo e a lilith num signo em trígono, quincunce ou em oposição a essa lua natal. Mas a lua conjunta a lilith, em semi-sextil ou mesmo em sextil com a lilith indica uma natureza mais obsessiva, indica que o nativo é focado demais em suas próprias motivações e tem dificuldades em adotar pontos de vista mais abrangentes.

A lilith, ou lua negra é, portanto um eficiente mecanismo para se verificar a velocidade da lua, de uma maneira não exatamente precisa, mas que pode ser considerada prática. Podemos considerar a lua lenta quando esta forma sextil minguante com a posição da lua negra, e continuará lenta até o sextil crescente. A partir deste sextil crescente a lua vai ficando mais rápida, podendo ser considerada “média” quando forma quadratura com a posição da lilith. Quando atinge o trígono crescente ela fica efetivamente rápida, permanecendo desta maneira e atingindo um pico no momento da oposição da lua com a lilith. O processo de desaceleração ocorre a partir do trígono minguante, quando a lua volta a assumir uma velocidade média, até o momento do sextil minguante quando volta a ficar efetivamente lenta.

Um detalhe importante é a existência de uma lilith média e uma lilith “verdadeira”, da mesma forma que ocorre com os nodos lunares. A lilith média existe porque a obtenção da posição da lilith dita verdadeira é um tanto quanto complexa, aja visto que ela possui velocidade irregular, pode estacionar ou avançar vários graus em um dia ou até mesmo recuar novamente. Um exemplo da relação lilith média e lilith verdadeira:

Dia 11/01/2008(16:46)Florianópolis-SC: lilith média 19°escorpião59’, Lilith verdadeira: 28°escorpião57’


Dia 20/01/2008(16:46)Florianópolis-SC: lilith média 21°escorpião00’, lilith verdadeira: 14°sagitário30’


Dia 01/02/2008(16:46)Florianópolis-SC: lilith média 22°escorpião20’, lilith verdadeira: 19°escorpião08’


Tenho observado que a Lilith verdadeira é quem aponta com maior precisão a velocidade da lua, mas a proximidade do posicionamento da lilith média com a lilith verdadeira não torna errado que se opte por observar os movimentos da lilith média, até porque, muitos programas não trazem a lilith verdadeira.

Sou a favor da interpretação da lilith no mapa natal, baseado nos princípios astronômicos, e não nas associações com mitologia. Posso considerar a lilith um fator de obsessão e fascínio no mapa natal, não porque ela é regida pela deusa dos mistérios, mas porque a lilith coincide astronomicamente com o momento em que a lua tem sua velocidade mais lenta. Isso é corroborado pelo fato de que nas progressões secundárias, a casa astrológica que contem a lilith é a casa onde a lua progredida mais se demorará (fazendo o mesmo nas casas vizinhas), indicando que aquelas questões precisam ser mais esmiuçadas pelo nativo, ao paço que as casas que estão em oposição a lilith terão a lua progredida alojada por menos tempo, indicando uma abordagem mais direta em relação aquelas questões.

Posso atribuir a lilith um caráter magnético justamente porque ela “torna” (aparentemente) a lua mais lenta, e não porque uma deusa obscura e associada a todo tipo de sortilégios está associada a ela. Posso ainda conferir a lilith um caráter negativo e erótico, pelo fato de ela estar intimamente ligada aos movimentos da lua, significadora essencial do feminino, e apenas por isso. Posso usar o nome lilith, simplesmente porque o considero bonito, sem que o posicionamento astrológico tenha qualquer correlação com a lilith mitológica.

Entretanto, apesar do uso que eu pessoalmente faço deste elemento, na Astrologia Moderna esse posicionamento é largamente utilizado (mas não por todos os astrólogos). Minha crítica é principalmente ao exagero e quando este elemento recebe a primazia interpretativa. Mas nesse texto cujo link vou por abaixo, a astróloga Vanessa Paim faz uma explanação detalhada deste elemento do ponto de vista astronômico, explicando o seu mecanismo e fazendo uma abordagem inicial a algumas noções interpretativas tipicamente modernas que se faz atualmente deste elemento astrológico:

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

amra.morgana on 13 de janeiro de 2008 18:09 disse...

A cada dia me orgulho mais de vc Elias, não só como amiga, mas como sua colega em Astrologia.
Esta sua perfeita exposição sobre Plutão em Capricórnio está ótima e nos mostra um período de muita confusão, pois sair do aprisionamento para a liberdade já é algo arriscado, porém delicioso...mas sair da liberdade para o aprisionamento ou bloqueio é algo bem difícil.
Mas a humanidade até precisa de um pouco disso, pois do jeito que estamos....onde vamos parar?
PARABÉNS!!!
beijossss

Oswaldo Vernet disse...

Parabéns pelo texto, Elias, bastante esclarecedor.

Drencon on 22 de novembro de 2009 15:30 disse...

Olá, Elias! Gostei muito do seu texto e passo depois pra ler tudo. Gostaria de te perguntar uma coisa. O que pode significar Lilith em sextil com a lua? Você poderia me desculpar a ignorância e tentar me esclarecer? Obrigado!

Luqiam [R.Miranda :.] on 30 de outubro de 2011 23:24 disse...

Saudações Elias, sou tarólogo há muitos anos, e a astrologia estava na minha lista de estudos. Semana passada comecei meus aprofundamentos nesta ciência.Confesso que a cada minuto me sinto mais apaixonado.
Este artigo sobre a Lilith foi muito esclarecedor para mim. Obrigado. Espero aumentar minhas fontes de pesquisa e estudo com a colaboração desse blog, que encontrei "quase" que por um acaso, ou não...
Um forte abraço, e parabéns!

Postar um comentário

 

Mega Astrologia Copyright © 2008-2015